Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

leituras de verão

o tópico leituras de verão ou leituras de férias é um clássico do mês de agosto. agosto traz a silly season, traz o bailarico na aldeia, os dias em que a pele fica com sabor a sal * e gin tónico ao final do dia ** 

 

as minhas leituras de verão trouxeram-me o wittgenstein e a vontade enorme de organizar os blogs (este, o outro e o do website). 

ECAFHTAWkAEUzMZ.jpg

 

ECANkpOXsAEIl9U.jpg

 

tenho estado a tuítar a minha leitura do livro do witt. podem acompanhar por lá, seguindo esta thread

 

* escrevi só porque fica bonito, não sou fã de praia. 

** se preferirem favaios, moscatel ou outra coisa, também pode ser.

livros, e mais livros

 

fui navegar na livraria online da bertrand e, quando dei por mim, tinha quase 100 euros em livros, no carrinho de compras. como diz o outro senhor, vou ter de abandonar.

 

vem aí a feira do livro de lisboa, o que constitui uma oportunidade para comprar estes títulos, a um preço mais acessível. para isso, terei que fazer uma lista dos livros, ver as editoras em causa e comparar preços entre aquilo que a bertrand me proporciona (confesso que a história dos 10% em cartão funciona comigo) e o preço de feira. 

 

a verdade é que eu não preciso de mais livros. tenho muitos em "fila de espera" para ler. a pilha de livros que queria ler nos primeiros seis meses do ano está com um atraso considerável. ainda assim, comprar livros é, para usar as palavras do meu amigo jorge oliveira, uma forma de mecenato, uma forma de apoiar os autores vivos. 

 

tumblr_pqf6gsFt7S1qhzqx6o1_500.jpg

 

 

podemos falar ao telefone? não, não podemos.

 

comprei o meu primeiro telemóvel aos 20 anos. era um nokia, super giro e até dava para trocar as capas. servia, sobretudo, para telefonar e trocar sms. 

hoje, o telemóvel é um instrumento de trabalho. diz o gary que é uma extensão do nosso corpo

 

the thing is: detesto que me liguem. sobretudo quando não combinamos uma hora aproximada. porquê? apresento algumas razões:

 

- quebra-me o ritmo de trabalho

como tenho tarefas diferentes para realizar durante o dia, é fundamental organizar a #ToDoList e o tempo. no fundo, vendo tempo aos meus clientes: o tempo para pesquisa, para desenhar estratégia, para escrever conteúdos, para esclarecer dúvidas, e por aí fora.

 

- não me permite organizar ou preparar os assuntos da conversa

 repito: durante o dia realizo tarefas diferentes e por isso a minha cabeça funciona por "gavetas". quando estou a tratar do assunto Y, tenho como apoio os rascunhos, as notas desse assunto. e se me ligam para falar do assunto X e eu não tenho esses documentos (ou e-mails por perto, por exº), sinto que não consigo responder da melhor maneira e resolver os assuntos telefonicamente.

 

- muitas vezes, aquele telefonema pode ser um e-mail 

eu respondo aos e-mails quando posso, com toda a atenção que aquela pessoa e aquele assunto merecem. 

 

de forma a poder controlar a minha gestão de tempo e de tarefas eliminei o meu número de telefone do facebook, do site e dos cartões de visita. eu sou uma das pessoas das quais o gary fala AQUI > 9min30 

 

há whatsapp, há facebook messenger (apenas no desktop, eliminei a app do telemóvel), há e-mail (acessível em tudo o que é aparelho). há imensas alternativas. telefonar é coisa do passado; é quase tão antigo como o fax. 

 

tumblr_p6mprl40Qm1qhzqx6o1_500.jpg

 

ah! aproveito para partilhar este livro que é só genial e uma lição de assertividade daquelas XXL. as 'ssoas vão comprar, ler e instagramar só para ficar bem. e vão ler e achar: ai que bruto que é o senhor. não é isso, é assertividade. e é ter os pés bem assentes na terra. 

 

 

 

 

 

voltar ao lugar onde e com quem somos felizes

tumblr_ooig5zEyoC1qhzqx6o1_500.jpg

encontrar aquele amigo de sempre, partilhar estórias e novidades. tristezas e alegrias. 

tumblr_ooig7p648G1qhzqx6o1_500.jpg

levar os totós a alcobaça e aproveitar para ouvir a minha banda portuguesa preferida de todo o sempre, "em casa". the gift, sim. foi muito, muito bom. emociono-me sempre com o "fácil de entender", danço, choro, sorrio. é tão bom ver que a banda se entrega à música, ao público. 

as músicas dos The Gift acompanharam tanto e muito alguns dos momentos mais importantes da minha vida. e depois, em palco, são sempre surpreendentes. esta tour, ALTAR, prima pela simplicidade na forma de estar em palco, mas com pormenores que são maiores, ainda que muito discretos.

e foi muito, muito bom ir ver um concerto just for the fun, sem ter que escrever reportagem.

toda uma liberdade só para sentir. sem ter que tomar notas ou prestar atenção ao alinhamento. 

tumblr_ooisrcqzOF1qhzqx6o1_500.jpg

dias de puro egoísmo: livros, e o M da Mónica Mendes. 

tumblr_ooglaceNOo1qhzqx6o1_500.jpg

 

e aquela miúda mais gira, claro. a mais bonita. a mais doce, não fosse Mel, o seu nome

tumblr_oogq1z0gq91qhzqx6o1_500.jpg

 yoga na companhia do kendrick. a internet estava completamente louca com este DAMN.

tumblr_ooi53bwaOQ1qhzqx6o1_500.jpg

 

e a autenticidade. ser autêntico é um compromisso para connosco. não tem nada a ver com os outros. 

 

feira do livro

IMG_2084.JPG

 

andava com estes livros "debaixo de olho" há algum tempo. ainda não tinha surgido a oportunidade de comprar.

aproveitei a minha visita à feira do livro, para participar numa conversa sobre felicidade a convite da Rossana Appolloni, para investigar os preços dos livros.

isto da feira e de ser mais barato... tem muito que se lhe diga. a verdade é que nem sempre compensa: já há muitas livrarias - físicas e online - que praticam o desconto de 10% com frequência. fiz o TPC, investiguei os preços, anotei num papel e verifiquei os preços na feira. consegui outros livros, para trabalhar com as crianças, com desconto de 20%, e estes estavam com os habituais 10%. acabei por comprar e "fechar" as compras de livros por este ano lectivo.

 

e ainda... roubei beijinhos bons ao Kalaf Angelo - um senhor que muito admiro - e ao José Luís Peixoto, a quem finalmente mostrei - ao vivo - a moldura que tatuei e cuja ideia conheci no antebraço dele.

 

o saldo foi positivo: beijinhos e abraços, boa conversa e livros com preço catita.

 

sobre o espaço da feira: sim, há muitas carrinhas de comida, muitas experiências, marcas, brindes, coisas e fan ran fan fans. não me incomoda, mas gostava que estivesse tudo assim "mais à larga" e menos concentrado. uma 'ssoa vai ali a ver "as montras" e tropeça num lobo mau, sem mais nem menos.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D