Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

quatro anos

 

em janeiro de 2014 o Félix adoptou-nos. uns meses depois, em novembro, o Kioko passou a fazer parte da nossa família. chegou-nos algo raquítico, com as orelhas murchas. aprendeu a ser um rafeiro, na companhia do Félix. cresceu e pesa agora 17kgs. 

 

2014 foi o ano em que a família cresceu pois estes dois "passarinhos" decidiram adoptar-nos.

ambos têm feito alguns disparates: o Félix roeu uma casota, nos primeiros meses. coisas que acontecem, não é? 

 

nesta época festiva se sentires um impulso muito grande para adoptar because natal: não o faças. deixa que o impulso passe. adoptar é um acto de responsabilidade e não deverá ser, a meu ver, uma decisão leviana. sim, os cães que estão nos albergues querem muito passar o natal numa casa: mas não é só este, é este e os próximos. 

também por este motivo, a rubrica #terceiraoportunidade vai regressar em janeiro, partilhando estórias de cães que aguardam pela sua família-metade, há mais de 3 anos, num canil ou num albergue. 

 

adoptar um cão adulto tem muitas vantagens. vive o natal com a tua família, celebra o ano novo e depois em janeiro falamos melhor sobre isso. combinado? 

 

 

 

:: 19 ::

1014474_1446742525566482_5526200961405266112_n.jpg

 

18488201_Lys6a.jpeg

 

em 1998, a cadela dos pais de um amigo teve uma ninhada. pouco tempo antes, o meu avô tinha tido um avc, ficando com a fala afectada. como passava muito tempo na horta, sozinho, precisava de uma companhia com quem falar. o Farrusco entrou, assim, na nossa vida.

entretanto, a minha avó faleceu. uns tempos depois, o meu avô adoeceu e o Farrusco veio morar cá para casa. viveu com os cães que fizeram parte da minha durante estes 19 anos. foi sempre muito sociável, com pessoas e cães. 

enjoava quando andava de carro. ir ao veterinário era uma tortura. gostava de todos os tipos de fruta. tinha mau hálito. aturou o Friqui Dog e o seu mau feitio. o Félix e a sua energia imparável. 

nos últimos meses, o Farrusco deixou de andar, de ver, de ouvir. mas comia bem: às 19h começava a ladrar para jantar. estava consciente, mas muito debilitado. o Félix e o Friqui foram sempre uns amores: aqueciam-no, dormiam com ele. à sua maneira, cuidavam dele. 

 

uma despedida nunca é fácil. e nestes momentos pensamos sempre que ter animais de estimação é doloroso. quando morrem é doloroso. ficam os 19 anos, as boas memórias e algumas fotografias.

 

já tenho saudades. 

 

dupla f e f 002.JPG

 

para mim o ano começa em setembro...

...mas diz o calendário que começa a 1 de janeiro.

que assim seja.

 

e que seja assim:

o ano da segunda tese de mestrado, de mais uma luta constante para ter trabalho, de férias à séria (é o meu maior desejo), da adopção do Fred e da Riva, da completa recuperação da Mel [#uppa_animais], de muita saúde para as pessoas que estimo, de passeios na hortinha, das publicações académicas, das paixões, das arrumações, do caos, do Kant, da dança, da boa música, dos festivais de verão, dos mil e um tweets, das horas de formação, dos momentos com os amigos.

(não necessariamente por esta ordem. mas isto tudo. quando toca a pedir, peço mesmo. e faço por isso.)

 

 

15623838_1028735250565397_8347796460544196608_n.jp

 

a UPPA faz 9 anos!

sim, amanhã é dia de festa ali para os lados do albergue da UPPA 

vai haver poop collecting e passeios - isto se o São Pedro colaborar connosco!

 

14695410_10211152313066357_1378164584930480746_n.j

 

 

conheço a UPPA há alguns anos e foi lá que me apaixonei pelo Félix, que faz parte dos canídeos cá de casa.

conheci o Fred e a Ginger, afilhados caninos e muito enormes em ternura.

vi a Ginger ser adoptada e acolhida numa família 

conquistei o olhar indiferente do Gaby e assisti à relação única que tinha com o meu mano. vi o Bruno e a Cláudia a apaixonarem-se pelo Gaby - e a "meterem os papéis" para a adopção. não podia estar melhor, o princípe charmoso!

tornei-me cúmplice da Riva, graças à Joana 

ganhei a confiança da Mel, graças ao Morais, que um dia me confiou a trela gigante para os passeios 

limpei muitos cocós, fiz muitos kms de galochas e com as botas quechua (que estão a precisar de reforma, verdade seja dita!) 

na UPPA também há lugar para a amizade e boa disposição. fiz bons amigos - nem todos têm muito pêlo ou andam nas quatro patas. 

 

amanhã é dia de festa, mas nós celebramos todas as semanas, em cada dia V, de Voluntariado. celebramos e trabalhamos para que haja adopções felizes, semana após semana. com amor, mimo e cuidado: são tantas as vezes em que temos que devolver a fé aos patudos. 

à Filipa e à Sandra, que fundaram a UPPA, aos sócios, aos padrinhos, aos adoptantes e a todos os voluntários: parabéns e venha daí mais um ano a conjugar o verbo UPPAliar 

 

 

14716176_10211152317266462_6750435933718904632_n-1

 

 

 

 

 

no domingo, os UPPAlianos "invadem" o centro da vila de Sintra

zarco_xuxa_uppa.jpg

 

A UPPA - União para a Protecção dos Animais é uma associação sem fins lucrativos que abraça a causa animal desde 2007. É fruto da realização de um sonho de um grupo de pessoas que, depois de muitos anos de atividades individuais em defesa dos animais, decidiram congregar esforços numa associação, com o objetivo principal de reforçar a capacidade de intervenção.
 

É a elevação e responsabilização social da Condição e Direito Animal que move o grupo - bem como os enormes corações dos seus voluntários. 

Os donativos que recebemos são totalmente aplicados nos cuidados dos animais que tem à sua guarda, seja para alimentação, cuidados veterinários, entre outros, até que sejam encontrados novos donos. 

Para fazer face às despesas veterinárias causadas pelo acolhimento de alguns cães que necessitavam urgentemente de tratamento médico, a UPPA irá levar a cabo um evento solidário, para angariação de donativos. Será no próximo domingo, dia 25 de Setembro, entre as 9h30 e as 17h30, em Sintra, em frente ao Palácio Nacional. Vamos ter uma banca, para venda de alguns artigos e ainda a presença de alguns dos nossos UPPAlianos de quatro patas.

Caso não possa comparecer no dia 25, em Sintra, poderá ajudar com um donativo através do IBAN PT50 0033 0000 4534 7808 946 05 - um euro poderá fazer toda a diferença. Também poderá apadrinhar um dos nossos patudos, contribuindo com o mínimo de um euro por mês. 

Para saber um pouco mais sobre o nosso trabalho, sugerimos que nos visitem em  www.uppa.pt e também nas redes sociais: facebook,  twitter  e  instagram

 

 

uppa_sintra_25_09.jpg

 

 

 

o abandono não pode estar na moda

12190127_1013878388676017_5721453607698669594_n.jp

 

a bulldog rescue portugal tem feito um trabalho gigante na recuperação de frenchies que são abandonados ou vítimas de maus tratos

sim, também acontece aos "cães de marca" - muitas vezes, por estarem "na moda", são comprados e quando os problemas de saúde acontecem há quem opte pelo abandono - em vez de pedir ajuda

para além do preço que custam, os frenchies têm algumas características da raça que inspiram cuidados: sistema respiratório e pele 

 

o Sparta, na foto, teve a sorte de, no meio do abandono, encontrar quem foi capaz de recuperar a sua pele - e a fé na humanidade

 

 

uma pequena nota: o bulldog francês cá de casa foi adoptado, depois de ter sido comprado e expedido da eslovénia para cá, cedo demais - acabou por não usufruir da amamentação como devia e consta que a data de nascimento no passaporte foi alterada só para permitir que viajasse. chegou-nos após uma passagem por um casal que até queria muito ficar com ele, mas cujo condomínio não permitia. veio de longe - e hoje faz-nos muito felizes! 

 

IMG_3773.JPG

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D