Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

6 pontos sobre coisas que vocês podem ler e pensar "ah, i don't care"

shhhh, it's all so quiet

não é que algum de vós estivesse inquieto e "ai ai ai o que é feito da cachopa". vai na volta, até já teriam questionado o motivo do meu silêncio. é o que faço quando as pessoas dos blogs que sigo estão algum tempo sem fazer publicações. 

há vários motivos para o silêncio, entre a falta de tempo e alguma falta de vontade para escrever. além disso, ando a guardar as palavras todas para a tese, que está mesmo, mesmo, mesmo na recta final. até o Kioko dá uma ajuda na revisão do texto: 

 

44167184_356453245126374_7104671180908396544_n.jpg

organizar o tempo

desde há uns meses que tenho vindo a pensar no tempo que invisto em cada uma das minhas tarefas diárias. como sabem, trabalho com e em social media e acabo por passar muitas horas online. por esse motivo tenho evitado passar o contacto telefónico a clientes e/ou parceiros para evitar dispersar nas tarefas. o e-mail e/ou o slack são os meus canais de comunicação privilegiados. estou também a eliminar os grupos de trabalho no whatsapp e só tenho "uma pedra no sapato" que não vou conseguir descalçar.

as notificações estão todas desligadas: no pc, no telemóvel, no ipad.o fb e o messenger desapareceram do telemóvel (confesso que não sei explicar o motivo pelo qual deixei o reddit ou o tinder. adiante). 

 

tumblr_pgllvrCIfC1qhzqx6o1_500.jpg

 

economia da distração ou JOMO

BTW, oiçam este vídeo sobre a economia da distração. e celebrem a JOMO: the joy of missing out. não "derivado de" ai ai ai que as redes sociais, os sites, as apps são demoníacas. não são. temos várias possibilidades de tomar conta da nossa vida. disse-o aqui, em entrevista ao João Pico (Comprimido). 

 

e agora, joana?

continuo a visitar o twitter com regularidade, pois é lá que sei o que se passa no mundo e tenho muitos dos meus contactos de trabalho. é lá que me divirto, também. aprecio o instagram, sobretudo as stories, pelo que vou continuar a partilhar coisas por lá. vou deixar de seguir pessoas e marcas, pois estou sem paciência para seguir conteúdo vazio - foi esse o motivo pelo qual decidi assumir o low profile no fb.

 

tumblr_pgn31jRG0i1qhzqx6o1_500.jpg

 

ah, sim. a tese.

está quase, quase, quase.

 

tumblr_pgcfj3Wv501qhzqx6o1_500.jpg

 

e outras coisas. não vou mentir.

estou muito entusiasmada por fazer parte deste projecto da fundação portuguesa das comunicações, pois terei a possibilidade de conversar com pessoas sabedoras, interessantes e interessadas sobre o tema da tecnologia e da humanidade. o primeiro debate já aconteceu e em novembro há mais.

continuo a luta da #joanamenoscinco, pois o desafio é diário. perder peso é fixe, manter é algo no qual tenho de focar.

sobre a rubrica #terceiraoportunidade: voltarei a escrever sobre isto em novembro ou dezembro, conforme haja tempo. exige dedicação e tempo e agora não vou conseguir dar conta do recado.

participei no #clicksummitpt e escrevi umas coisas sobre isso, para o shifter. também aqui escrevi uma espécie de manual para não sermos uns totós nas redes sociais (malta: TOMEM CONTA DA VOSSA VIDA!!!).

 

tumblr_pghbv8XQwN1qhzqx6o1_500.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

basicamente, perdi um kioko

Screenshot 2018-09-21 18.57.29.png

 

fui ver no calendário: são 88 dias de plano alimentar rigído, sim, adaptado à minha vida - também.

um plano alimentar pensado "à medida" - tal como a roupa que a minha mãe costura e que agora vai ter que sofrer uns apertões.

um plano alimentar que pode não servir a todos, mas que me serve a mim: assim como me voltaram a servir aquelas calças que encostei a um canto, há uns anos.

há dias em que os disparates se fazem, há o cuidado para compensar os excessos. há regras que já estão interiorizadas. e, sobretudo, não há ansiedade pelo facto de não comer pão diariamente, como fazia dantes.

 

perdi 16kg, o peso do rapaz que está ali na fotografia. já posso encomendar M, já compro o número abaixo e já apertei dois furos no cinto.

 

está tudo excelente, em termos de saúde. 

o próximo objectivo é perder o equivalente ao peso de um Friqui (uns 5kg, vá).

 

 

 

arte urbana :: pelas ruas da Covilhã

 

uma vez na Covilhã e tendo em conta o meu hábito de andar a pé pelas cidades, aldeias e afins: claro que tinha que fazer a rota da arte urbana.

a Câmara disponibiliza um mapa, no site do munícipio. e lá fui eu, a subir, a descer, vira aqui, vira ali, em busca das peças - ou a ser surpreendida por elas, ao virar da esquina. ainda assim, acabei por pedir ajuda a algumas pessoas para localizar o mocho, do bordalo ii e a tecedeira, da tamara alves. eram duas peças das quais tinha referência e queria MUITO vê-las ao vivo.

 

também foi interessante verificar que andei à procura de um vhils que já não existe: a chuva, o vento e o passar do tempo deram lugar a uma parede onde "era uma vez um vhils".

 

vhils-covilhã-wool

 

foram 8,5 km a andar, com direito a almoço na Telepizza (hey, eu merecia!) com a bela da Super Bock a acompanhar. é que os 8,5 km não são "a direito".

senhoras e senhores, até me doíam ajancas, à noite! e se não fosse o casamento e a festa na tenda, por baixo da janela do meu quarto, no hotel PuraLã, acho que teria adormecido num ápice. uma vez que o "aperta aperta com ela" e a felicidade dos noivos e convidados transbordava em som pela periferia foi impossível descansar pois de insonorizados os quartos do PuraLã têm pouco. uma experiência em hotel que tinha TUDO para correr bem, mas ficou estragada, na última noite.

 

aconselho, vivamente, o passeio pela covilhã: as pessoas são muito simpáticas e há muitos locais de interesse. o mercado municipal é acolhedor e o cheiro dos legumes, das frutas, ainda não fica registado nas fotografias. 

 

mercado_municipal_covilhã

 

 

10 anos depois...

Screenshot 2018-08-30 02.21.33.png

... há uma tese a ser trabalhada junto da Universidade dos Açores, sobre filosofia e criatividade.

os seis chapéus do pensamento voam, de novo, até ao arquipélago onde o azul e o verde são únicos.

"as voltas que a vida dá". 

 

joaninha, voa, voa

 

"joana, precisas de alguma coisa?"

o contexto: um sábado de voluntariado, em que se dividem as tarefas. quando alguém termina, o hábito é procurar pelo outro, para ver se é necessária ajuda. foi o que aconteceu: a Gomes despachou-se do que tinha a fazer e vendo-me a lavar uma box, perguntou: "joana, precisas de alguma coisa?"

respondi que sim.

que preciso que os meus clientes me paguem sempre a horas.

que preciso de mais 6h no dia, para fazer o que tenho a fazer nas 24 e dormir nessas 6.

que preciso que não me doam as contracturas.

"Gomes, se não podes ajudar nestas coisas, então não preciso de nada da tua parte".

 

sou muito ambiciosa a pedir, não sou?

 

felix_e_joana

 

"se eu não cuidar de mim...

Dkt2-j2WwAMZp8I.jpg

 ...quem cuidará?"

 

é gira esta aventura de perda de peso e de voltar a vestir roupa que estava encalhada e comprar roupa no número abaixo. MAS há que cuidar da pele que, neste estica e encolhe, precisa de uns mimos extras.

da V/ esquerda para a direita: o drenante escolhido para o verão. o critério foi a composição, dentro daquilo que o bie3 oferece. não é gostoso, mas também não é dos piores drenantes que já bebi (e já experimentei vários, pois faço duas embalagens e tenho que trocar).

ao centro, o leite corporal mais fantástico da fina. fácil de aplicar, com um cheiro agradável. a pele fica bastante suave e começamos a ver efeitos nas zonas mais carentes de tonificação. fundamental aplicar na parte interior das pernas, na zona do antebraço (que é só a zona que mais detesto no meu corpo, ao ponto de evitar roupa com cavas - só mesmo na uppa, com o calor, uso alças), na barriga, nas nádegas. até aplico no pescoço, onde senti, em tempos, alguma flacidez extra. com o creme, a pele recuperou alguma tonicidade. hey, não há milagres quando estamos à porta dos 40!

e por último o collaforce, um reforço para a pele que actua de dentro para fora. o colagénio é uma proteína essencial para que a pele se mantenha saudável e suave. a partir dos 30 anos a produção de colagénio decresce, no nosso organismo. por esse motivo, eu já fazia há alguns anos um ciclo de colagénio por ano. com a questão da perda de peso nos últimos meses decidi reforçar com dois ciclos seguidos. acreditem que a pele responde mesmo. e agradece!

 

conseguem comprar qualquer um dos produtos no celeiro ou na well's, ou numa qualquer ervanária. o drenante ronda os 23 euros, o creme os 8 euros e o colagénio, 30 saquetas, fica em 28 / 30 euros. por vezes há promoções. aproveitem!

 

sigam a epopeia #joanamenoscinco no TW e no IG! 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D