Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

"queres ir à praia?"

isto, pela Susana Romana: 

 

Chegou a altura do ano na qual mal vejo 70 por cento dos meus amigos porque os planos recorrentes são sempre “ir à praia”. Ora eu não gosto de praia. Corrijo: eu gosto do local praia, detesto o ritual de ir à praia e acho a coisa menos relaxante da vida. Uma ou outra vez no ano ainda é naquela, mas se for recorrentemente acho que prefiro ver tinta a secar. Isto porque para mim um dia em que o programinha é “bora para a praia!” resume-se a isto:

8h50 – acordar (via despertador ou, geralmente, via gatos a jogarem à rabia com a minha cabeça).

8h51 – passar por toda uma tômbola de indecisões que implicam, entre outras coisas, tentar pensar se faz ou não sentido tomar o pequeno almoço (porque comer muito antes de ir para a praia faz mal, apesar de eu não me submergir no mar desde 1995) ou se vale ou não a pena tomar duche (o tempo que passo sentada na cama a pensar nisso dava para tomar 12 banhos com leite de burra, como se fosse a Cleópatra).

9h20 – levantar o cu da cama.

9h21 às 10h30 – andar pela casa tipo barata tonta a tentar perceber o que preciso de levar. Onde estão as toalhas? Levo bolachas? Levo a carteira ou passo só o básico para um porta moedas? Os adultos podem usar braçadeiras? Levo casaco para se ficar frio? O creme protector para o corpo é diferente do da cara? É desta que vou ler aquela edição de capa dura do Círculo de Leitores do Moby Dick?

10h31 – pegar numa mala excessivamente cheia de merdas que não vou precisar. Olhar para as pernas. Perceber que preciso de ir dar um jeitinho com a gilette. Garanto ao Jorge que não vou demorar mais de cinco minutos.

10h32 às 11h11 - descobrir que tenho toda um parque nacional Peneda Gerês em mim. É normal ter-se pêlos na parte de trás dos joelhos?

11h12 – fazer vistoria às pernas e às zonas podengas. Concluir que já não tenho pêlos. Passar água nos cortes de gilette.

11h13 – procurar um biquíni ou fato de banho que não esteja todo escafiado por estar enfiado o ano todo no fundo da gaveta das cuecas. Vestir-me. 

11h17 – sair, chinelando pela calçada porque não sei andar de havaianas.

12h – chegar à praia . Encontrar um pedaço de areia que não fique entre uma família disfuncional e um grupo de Erasmus polacos que nunca viu um termómetro acima dos 17 graus.

12h05 – passar longos minutos a pensar se me vou despir ou não, tal é a vontade de passar protector nas minhas coxas do tamanho de sequóias.

12h25 – tirar a roupa. Tentar com nojinho sentar-me sem me sujar de areia.

12h26 – assemelhar-me a um croquete feito por alguém com tourettes.

12h27 – querer ir à água, não querer deixar os meus pertences sozinhos. Ouvir 15 vezes que nunca ninguém rouba nada na praia. Pensar para mim que só não roubo i iPod touch dos Erasmus polacos porque ia tralhar ao correr na areia.

12h28 – caminhar até à água, olhando para os meus pertences cerca de 32 vezes ao longo do caminho.

12h30 – meter os pés na água. Está um gelo. Olhar para o horizonte bucólica só para não dar a parte de fraca de que só estive no mar 9 segundos.

12h32 – sair da água, que só me molhou os pés e um joelho incauto.

12h33 – perceber que o gelo da água me deixou com vontade de fazer xixi.

12h34 – meter de novo os pés na água. Pensar se vão topar se me meter a mijar pelas pernas abaixo.

12h36 – ir até ao bar da praia fazer xixi. Não pensar no nojo de estar num WC público descalça. 

12h40 – regressar à toalha.

12h41 – perceber, com a ajuda da luz solar, que falhei redondamente na missão gilette. Continuo a ter pêlos, mas fazem desenhos e padrões. Parece que tenho uma suástica na virilha.

12h43 – tentar ler.

12h44 – mudar de posição para ler.

12h46 – mudar de novo de posição para ler.

12h50 – deitar-me pegando nos livros com os braços esticados.

12h51 – edição do Círculo de Leitores cai-me na tromba. Desisto de ler.

12h52 – apesar de estar besuntada de creme e de só estar ao sol há nonossegundos, começo a sentir um forte escaldão nos únicos dois centímetros nos quais não meti creme. 

12h54 – tento comer bolachas. Vejo uma rapariga com barriga de tanquinho a beber um sumo detox. Volto a guardar as bolachas.

12h55 – bolachas deixam-me embuchada. Pego na garrafa de água. Parece que meti à boca o conteúdo de um saco de água quente, sabor a plástico incluído.

12h56 – mexer no telemóvel para ver as horas. Para mim aquela hora de praia já está bom. Para os restantes convivas é ainda a ponta do iceberg das sete horas que planeiam ficar naquele lugar onde NENHUMA actividade é sequer vagamente confortável. Invejo as cervejas do LIDL trazidas pelos Erasmus.

14h12 – levanta-se vento. Finalmente concede-se que não está agradável na praia. Equaciono tatuar nas nalgas o bonequinho que simbolizava o Wind no Captain Planet, por me ter salvo a vida.

Aguento isto, vá, duas vezes ao ano. Mais do que isso entra na convenção de Genebra.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D