Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

promoção da obesidade ou da auto-estima?

cosmopolitan

nas últimas semanas vi esta imagem ser partilhada pelas redes sociais com comentários negativos, outros positivos. a modelo chama-se Tess Holliday e é uma rapariga bem anafada. super roliça, diria eu.  

diz a Tess numa entrevista que foi preciso pesar o que pesa hoje para gostar verdadeiramente de si. como não posso dialogar com a Tess, sobre isto, deixo aqui alguns pensamentos para colocar à vossa análise crítica.

 

os padrões de beleza são padrões: ou seja, servem para dizer que a mulher "perfeita" mede 86, 60, 86. serve também para irmos a uma loja de roupa, pedir um 42 ou um 44 e ouvirmos: desculpe, não temos números grandes. servem para justificar coisas como "gordura é formosura". servem para justificar a presença de mulheres roliças em pinturas de outros séculos. os padrões têm o seu lugar e a sua função.

 

a Tess vai DE encontro aos padrões de beleza instituídos? se sim, que padrões são esses e quem os dita? se não, que padrões são esses e quem os dita? 

 

a Tess está a promover a obesidade? tanto como eu, com 1,54mt e com 75kg, não? é que, segundo as tabelas, sou obesa. e passeio-me por aí e tal. devia ficar em casa? bem sei que não vou chegar à capa da cosmopolitan...

 

a Tess trabalha como modelo, com o corpo que tem. diz ela que se sente bem assim. terá consciência dos riscos que corre, em termos de saúde? assim espero. prefere o peso a mais a uma vida infeliz? é lá com ela. trabalha como modelo, foi convidada para capa da revista e aceitou. deve ser odiada por isso? não me parece.

 

deste ponto de vista só vemos o peso a mais da Tess: não sabemos como está o seu colesterol ou as suas análises hormonais. pasmem-se: há obesos com resultados de análises que fazem a inveja de muitos magros. 

 

tenho mais perguntas do que certezas, face a este caso que abalou o mural de alguns amigos, no facebook. se a modelo fosse mais leve, não teria abalado tanto, né? 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D