Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

olá, eu sou a joana e deixei de ir ao alive

e sim, eu era aquela miúda que comprava o passe dos 3 dias, mesmo sem cartaz fechado, assim mesmo na loucura. motivo? a experiência do festival era (como diz a malta nova) TOP.

um festival urbano, com mais do que um palco e com um cartaz que acabava por se revelar daqueles que "sim senhor".

a última vez que marquei presença no alive foi em trabalho. a sala de imprensa é catita, sim. temos boas condições de trabalho. MAS.

MAS. o festival está impossível em termos de circulação. há demasiada gente no recinto. o acesso aos WC é um drama. e a saída, ao final da noite, com aquela caminhada via cril é insuportável.

um festival vive do cartaz - e também da experiência que proporciona. para isso contam as acessibilidades, as questões logísticas. 

 

portanto aquela 'ssoa que comprava o passe "just because" e que comprava as tshirts,em cada edição, desistiu do alive para se fidelizar ao éssebêésseérre - e só não se fideliza ao paredes de coura devido à distância e ao necessário investimento em deslocações e estadia. 

 

com tudo isto, se estiverem pelo #sbsr apitem, sim? 

 

 

5 comentários

Comentar post