Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

:: andar de mãos dadas com ::

tumblr_p2papu9qQF1qhzqx6o1_500.jpg

 

estava aqui a ouvir a sónia e a elsa, no podcast, disse ela e a olhar para a vida à minha volta: pilhas de livros e de papéis, uma lista #ToDo recentemente arrumada, uma tese para acabar, prazos para cumprir, o bilhete de comboio para ir até ao norte para namorar. 

sinto-me cansada. a agenda não pára e são muitos os momentos em que as coisas me parecem fugir das mãos. há dias em que sinto falta do emprego "nove às cinco", onde se pode chegar a uma hora e fechar a porta do escritório - ponto. 

há grupos de trabalho no facebook, no slack, no whatsapp, no messenger, no twitter... todos eles a exigir a minha atenção. e não vos falo dos e-mails.

ontem estive no jardim de infância a filosofar com a malta mais nova. e quando dou por mim, tinha a I. agarrada à minha perna, à procura da minha mão. confesso que devo ter perdido ali o fio à meada à conversa (UPS) pois olhei para a I. e perguntei: estás bem? ela disse que não, que estava atenta mas que estava sem vontade de participar.

passei o resto do tempo de mão dada com a I.. registei o momento, nesta fotografia. para me lembrar que é fundamental parar só para perguntar ao outro "como estás?". 

 

 

 

esperar, quando menos se espera

tumblr_p0uk35qaUp1qhzqx6o1_500.jpg

 

um dia, a vida chegou e virou-a do avesso. sem saber apontar o quando, o como ou o porquê, ela viu-se a atender uma chamada do futuro. dizia ele, o futuro, que ela seria "feliz e essas merdas". ela deixou-se estar, à espera, sem efectivamente esperar nada. a espuma dos dias é demasiado intensa para sentar e esperar, tal como se faz no aeroporto. ali, à porta das chegadas, sabem? o futuro chegou [na verdade o futuro não existe, é agora e pronto] e trouxe-lhe as tais merdas que a fazem feliz. trouxe-lhe a distância de quem se quer perto, a contagem dos dias até à próxima vez, a naturalidade de ser e de estar com alguém que era um estranho. trouxe-lhe o dizer sim ou dizer não, ou até o não sei, sem pensar demais. trouxe-lhe o medo de falhar, mas não de avançar. um dia, a vida chegou e virou-a do avesso. 

 

dezembro, o mês de balanços e de listas. o mês que não conta para a estatística (I)

hei-de fazer o meu balanço de 2017.

vou contar-vos coisas que implicam conseguir e perder trabalhos, amar e ter o coração partido, chorar, beber para esquecer, devorar um livro, procrastinar, tomar decisões, escolher entre isto e aquilo, fazer contas à vida (ou não conseguir porque o extracto da conta não o permitia). falei-vos de algumas dessas coisas aqui, neste canto que é uma porta aberta para o mundo e é tão meu. é o meu espaço de desabafo, de partilha, de arquivo (para mais tarde recordar).

gosto de pensar que dezembro faz parte deste balanço. na verdade dava-me jeito que assim fosse. estou numa relação recente e não sei se isto dura até ao natal ou ao ano novo.* portanto, não sei se 2017 é tipo aquela cena fixe ou se vai ser uma merda e vou acabar o ano mergulhada em lágrimas e com lenços kleenex a fazer-me companhia. 

a minha vida é um conjunto de momentos, todos eles embalados com música. neste momento em que vos escrevo, há uma que descreve muito bem o meu estado de espírito (estou feliz!). 

o senhor que canta chama-se Parson James. e a música é tua, h.  

 

tumblr_p0jl0tpCgK1qhzqx6o1_500.jpg

 

 

* na verdade, a cena promete ir até ao verão, nem que seja só para dormirmos juntos sem aqueles cobertores todos. só com a gata, vá. 

 

 

 

do amor e uma cabana. ou uma árvore, vá.

tumblr_p0pfndqhhv1qhzqx6o1_500.jpg

 

And I need your love, I need you here with me
And I don't care 'bout much else
And I know it's hard for five million reasons
But I don't think I could wait

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D