Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

tenho o carro na oficina

E o que mais me custa é pensar que as minhas pulseiras estão lá, penduradas na cena das mudanças e espalhadas pelo carro fora. E o lixo que se acumula aqui e ali. Eu bem disse ao mecânico: sabe que quando trago aqui o carro à revisão tenho o cuidado de o limpar e tal. Mas desta avaria não estava à espera.

Tecnicamente chama-se um imprevisto.
E vai sair um bocadinho caro. Sim, a reparação é possível. E vale a pena, num carro com 10 anos e 135 000 km? Oiça, como é que dizia o poeta: tudo vale a pena, quando a alma não é pequena e assim.

Quando comprei este carro, o critério foi: tenho X euros e vamos ver o que é que se pode comprar com isto. Nem escolhi a cor. Queria o carro que estivesse disponível mais rapidamente, porque necessitava mesmo de ter um veículo próprio. Nem escolhi extras. Nunca lhe comprei um rádio, sequer. Os senhores do stander ofereceram-me um e eu fiquei toda contente. Ainda é daqueles sem entradas usb e com um leitor de cassetes (avariado). Tive uns tapetes de borracha que me duraram 10 anos e que me custaram, na altura, 4,99eur (os quatro). Nunca investi muito no carro, no que a acessórios diz respeito. Mas sempre olhei pelo seu interior, atenta aos barulhos e ao que pudesse estar a correr menos bem. Cumpri com as revisões.

O meu carro espelha muito a minha visão do mundo e o modo como lido com as aparências: não quero saber. O carro anda, normalmente, 1 a 2 anos sem ser lavado e é aspirado de longe a longe. Confunde-se facilmente com os ecopontos, com a quantidade de lixo (tudo matéria imperecível, sem cheiro) que por lá habita. Ainda tem, na antena, todas as fitas dos casamentos a que já fomos.

E as pulseiras, pah?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D