Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

[da vida joanina]

all about little lady bug

[da vida joanina]

26.10.21

Michelle, para adopção na #uppa_animais


joana rita sousa

87847464_2735903513123614_2868035570922160128_n.jp

 

Michelle, ma belle

these are words that go together well

- é assim que cantam os The Beatles, a minha. banda preferida de todo o sempre. esta podia muito bem ser a banda sonora dos passeios com a Michelle, a uppaliana da #terceiraoportunidade de hoje. 

a Michelle está no albergue desde 2017 e é uma daquelas cadelas com ar irresistível: pêlo de esfregona q.b., em tons de bege e castanho e sorriso a orelha a orelha.

já não me recordo bem quem foram os seus primeiros companheiros de box, mas nos últimos tempos a Michelle tem estado ao serviço da amiga Noa, uma cadela que entretanto cegou. a Michelle é sua guia nos passeios.

já imaginaste, uma cadela que serve de "cão guia" a outra cadela? 

agora que penso nisto estou em falta com estas  duas raparigas. há muito tempo que não as passeio lá no albergue e está na altura de voltar a meter conversa com a Michelle, ma belle para saber como lhe corre a vida, a que sabem as ervas frescas que come no passeio e o que tem a dizer sobre o orçamento de estado 2022. 

 

119841655_10160562535364698_1698863560386202687_n.

Michelle

/ adulta

/ porte médio

/ chipada, desparasitada, esterilizada e vacinada

/ habilidades: sorrir de orelha a orelha e orientar a Noa no passeio

/ o que tem de único: os bigodes e a barbicha!

 

para adoptar ou apadrinhar, contacta a UPPA

25.10.21

há sempre coisas a acontecer


joana rita sousa

vuuQTOwq.jpg

ultimamente não tenho passado pelo blog a não ser para partilhar novidades caninas, nem todas muito felizes. porém na minha vida há mais do que entes caninos: setembro e outubro revelaram-se meses de verdadeiros regressos. passo a explicar.

nas últimas semanas regressei ao jardim de infância para filosofar, participei como oradora num workshop para professores em Braga (um evento pensado para acontecer algures em julho 2020 e que foi adiado), voltei às escolas para fazer oficinas presenciais e já tenho planos para o mês de novembro (mês do dia mundial da filosofia). 

estive também no Rio de Janeiro (à distância) para participar na Olímpiada de Filosofia. provoquei as pessoas presentes com uma oficina online que tinha a seguinte provocação: 

a vida passa o tempo a cutucar-nos. tudo à nossa volta tenta conquistar a nossa atenção. há sempre coisas a acontecer. há coisas sobre as quais sabemos algo, outras coisas permanecem um mistério.
que coisas acontecem e importam? que coisas não acontecem e por isso importam?
que coisas acontecem e não importam? que coisas não acontecem e não importam?
 
 
a vida pandémica trouxe-me uma nova visão da importância ou daquilo que importa (daquilo que trago para dentro de mim. o mais evidente foram as pessoas que quero ter por perto e as coisas de que preciso.
uma reflexão sobre pessoas e sobre coisas. 
 
deixo uma pergunta para quem está desse lado a ler: que reflexões provocou a vida pandémica? 
 
 
 

25.10.21

até já, mau feitio


joana rita sousa

1072546_10201109348988162_796034924_o.jpg

o Friqui foi adoptado há 11 anos. foi encontrado por uns amigos e o meu mano trouxe-o cá para casa.

"vou aí lanchar e levo uma coisa, pode ser?"

essa "coisa" não era uma coisa, era um Friqui embrulhado numa manta, muito assustado.
mostrou os dentes ao Farrusco (o outro cão cá de casa) e durante um mês e tal não ladrou. pensámos que seria mudo.


ambientou-se à vida aqui do campo e durante algum tempo uns miúdos que passavam na rua de bicicleta diziam "este cão quando crescer vai ser muito mau". deviam pensar que ia tornar-se num belo doberman, mas não. o Friqui já tinha crescido tudo o que havia para crescer.

foi o pior cão de sempre para tomar banho (ainda na semana passada reclamou comigo quando lhe estava a dar banho. também era o pior para ir ao veterinário: há uns meses teve uma crise de equilíbrio e mesmo depois de passar uma manhã a andar à roda,  foram precisas 3 pessoas para o agarrar para fazer análises.

hoje o Friqui respirou pela última vez. foi feliz cá em casa. ⭐

19.10.21

Kuka Farruska, para adopção na #uppa_animais


joana rita sousa

est 1995.png

esta fotografia é a "imagem" da #terceiraoportunidade e tem como protagonista a Kuka Farruska, uma cadela doce que está na #uppa_animais desde 2017.

a Kuka não se chama Farruska, mas ficou com este segundo nome pois faz-me lembrar o meu Farrusco que faleceu em 2017 e que tinha o dentinho de fora, tal e qual.

este "dentinho de fora" tem origem no prognatismo mandibular que consiste na "proeminência dos dentes em relação ao plano da face". o Farrusco nunca teve problemas com esta proeminência que lhe dava um ar único e distinto. o mesmo acontece com a Kuka.

16586957_1238414659539181_3175424909314811353_o.jp

a Kuka é um pouco tímida e leva o seu tempo até confiar nas pessoas. e quando isso acontece, é muito ternurenta, gosta de um bom colo e de umas festas. tem um pêlo super macio! aprecia  passeios calmos, na companhia do seu amigo Stark (que ainda está para adopção no albergue). 

gosto muito da Kuka e sei que é muito estimada pelos voluntários. porém, gostava mesmo de não a ver mais pelo albergue:  adorava, sim,  vê-la junto de uma família que saiba respeitar a sua timidez e a deixe ir ganhando confiança junto das pessoas. demora tempo, porém a ternura da Kuka é garantida.

será que a família da Kuka está aí desse lado do écran? 

 

Kuka

/ adulta

/ porte pequeno

/ chipada, desparasitada, esterilizada e vacinada

/ habilidades: sair numa corrida para ladrar e voltar como se nada fosse

/ o que tem de único: o pêlo super macio e o dentinho de fora!

 

para adoptar ou apadrinhar, contacta a UPPA