Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

#makingamurderer

making_a_murderer.jpg

 

making a murderer é a série que me tem servido de apoio nesta ressaca pós-tese. além de ter passado uma semana sem restrições de horário no que respeita ao acordar (o despertador ficou desligado), recomecei a minha vida de netflixer. 

além disso, fui à praia, com o meu afilhado Fred (da #uppa_animais) e acreditem que foi mesmo bom para recarregar energias.

mas voltando às séries: li este artigo no shifter sobre a segunda temporada e fiquei muito curiosa, pois eu gosto muito de documentários. 

não vou pronunciar-me muito sobre a série, apenas deixo aqui a minha sensação profunda de WHAT THE FUCK perante aquilo que é uma história verdadeira e que ainda não está resolvida.

 

e por aí, o que andam a ver? 

6 pontos sobre coisas que vocês podem ler e pensar "ah, i don't care"

shhhh, it's all so quiet

não é que algum de vós estivesse inquieto e "ai ai ai o que é feito da cachopa". vai na volta, até já teriam questionado o motivo do meu silêncio. é o que faço quando as pessoas dos blogs que sigo estão algum tempo sem fazer publicações. 

há vários motivos para o silêncio, entre a falta de tempo e alguma falta de vontade para escrever. além disso, ando a guardar as palavras todas para a tese, que está mesmo, mesmo, mesmo na recta final. até o Kioko dá uma ajuda na revisão do texto: 

 

44167184_356453245126374_7104671180908396544_n.jpg

organizar o tempo

desde há uns meses que tenho vindo a pensar no tempo que invisto em cada uma das minhas tarefas diárias. como sabem, trabalho com e em social media e acabo por passar muitas horas online. por esse motivo tenho evitado passar o contacto telefónico a clientes e/ou parceiros para evitar dispersar nas tarefas. o e-mail e/ou o slack são os meus canais de comunicação privilegiados. estou também a eliminar os grupos de trabalho no whatsapp e só tenho "uma pedra no sapato" que não vou conseguir descalçar.

as notificações estão todas desligadas: no pc, no telemóvel, no ipad.o fb e o messenger desapareceram do telemóvel (confesso que não sei explicar o motivo pelo qual deixei o reddit ou o tinder. adiante). 

 

tumblr_pgllvrCIfC1qhzqx6o1_500.jpg

 

economia da distração ou JOMO

BTW, oiçam este vídeo sobre a economia da distração. e celebrem a JOMO: the joy of missing out. não "derivado de" ai ai ai que as redes sociais, os sites, as apps são demoníacas. não são. temos várias possibilidades de tomar conta da nossa vida. disse-o aqui, em entrevista ao João Pico (Comprimido). 

 

e agora, joana?

continuo a visitar o twitter com regularidade, pois é lá que sei o que se passa no mundo e tenho muitos dos meus contactos de trabalho. é lá que me divirto, também. aprecio o instagram, sobretudo as stories, pelo que vou continuar a partilhar coisas por lá. vou deixar de seguir pessoas e marcas, pois estou sem paciência para seguir conteúdo vazio - foi esse o motivo pelo qual decidi assumir o low profile no fb.

 

tumblr_pgn31jRG0i1qhzqx6o1_500.jpg

 

ah, sim. a tese.

está quase, quase, quase.

 

tumblr_pgcfj3Wv501qhzqx6o1_500.jpg

 

e outras coisas. não vou mentir.

estou muito entusiasmada por fazer parte deste projecto da fundação portuguesa das comunicações, pois terei a possibilidade de conversar com pessoas sabedoras, interessantes e interessadas sobre o tema da tecnologia e da humanidade. o primeiro debate já aconteceu e em novembro há mais.

continuo a luta da #joanamenoscinco, pois o desafio é diário. perder peso é fixe, manter é algo no qual tenho de focar.

sobre a rubrica #terceiraoportunidade: voltarei a escrever sobre isto em novembro ou dezembro, conforme haja tempo. exige dedicação e tempo e agora não vou conseguir dar conta do recado.

participei no #clicksummitpt e escrevi umas coisas sobre isso, para o shifter. também aqui escrevi uma espécie de manual para não sermos uns totós nas redes sociais (malta: TOMEM CONTA DA VOSSA VIDA!!!).

 

tumblr_pghbv8XQwN1qhzqx6o1_500.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

onde, quando e como quiser

o projecto é do João Pico (Comprimido) e começou com uma pergunta pelo futuro da televisão. foi crescendo, pois inevitavelmente os seus convidados começaram a abrir o tema para a comunicação, o digital, a cultura digital, a educação, a cidadania e por aí fora.

 

o João convidou-me para partilhar alguns pontos de vista sobre estes temas. 

podem ouvir aqui, no youtube, e também no spotify.

 

são mais de 40 entrevistas que, na verdade, são conversas informais de partilha e de questionamento.

 

 

Quinoa - pastora alemã e RP da #uppa_animais

Screenshot 2018-08-23 21.38.20.png

 

os bons dias da Quinoa 

aos sábados os primeiros voluntários chegam cedo, para garantir algumas tarefas essenciais: apanhar cocós, lavar box, dar as primeiras medicações do dia e começar a preparar a refeição dos UPPAlianos.

quando abrimos o portão a primeira pessoa-não-humana que nos cumprimenta é a Quinoa, a pastora alemã que dorme na sua casota de madeira e toma conta do albergue, por assim dizer. lá vem ela, de rabo a abanar e a ladrar, anunciando aos outros residentes que há gente a chegar. 

quinoa.JPG

 

vou ser sincera: a Quinoa é uma refilona

quando passa à frente das outras box, gosta sempre de dar o ar da sua graça e ladrar aos CÃOpanheiros. mas hey, é uma pastora alemã e essa vontade de pôr toda a gente na ordem está-lhe no sangue. acreditem, é mesmo só para disfarçar o doce de cadela que é.

 

os amigos da CÃO NOSSO apadrinharam a Quinoa e partilham neste artigo uma entrevista com a Sandra Vicente, membro da direcção da associação. apadrinhar também é uma forma de ajudar os UPPAlianos. 

 

 

 

fotografias de arquivo da UPPA - União Para a Protecção dos Animais

pesquisem no twitter / instagram por #uppa_animais

+ informações sobre a Quinoa no facebook da associação

 

para adoptar: uppa.adoptantes@gmail.com

para apadrinhar: uppa.apadrinhamento@gmail.com

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D