Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

a Happy mora na #uppa_animais

 

a Happy quer muito ser feliz, junto de uma família que a possa adoptar

quando chegou ao albergue da UPPA, há uns anos, a Happy transportava consigo onze bebés. ONZE! imaginem só! chegou medrosa e assustada e sem grande fé na humanidade. foi recolhida da rua e passo a passo foi ganhando confiança e revelou-se uma excelente companheira. 

 

a Happy é, sem dúvida alguma, uma jóia de moça

é uma cadela já adulta e que gosta muito de festas e de estar perto de humanos. aprecia umas boas sestas à sombra e quando a chamamos lá vem ela, a abanar-se toda, à espera de festas.

gosta de passeios à trela e de partilhar a sua manta com outros UPPAlianos. 

 

adoptar um cão adulto?

ter um cachorro tem a sua graça (já dizia a minha avó, tudo o que é pequenino tem graça!) e concordo que é muito #cutenessoverload ter um cãozinho bebé em casa. MAS - e agora vem aí o MAS que vai ser um pró para a adopção de cães adultos, sem que seja propriamente um contra para a adopção dos bebés - MAS (repito) adoptar um cão adulto é dar AQUELA oportunidade a quem viveu grande parte da sua vida num albergue, no canil ou na rua. 

por muito bem que os tratemos, que os acarinhemos, a verdade é que não há nada como ter um lar, uma cama ou uma manta onde se pode dormir tranquilamente, alguém que os leve a passear. 

 

eu sei que não é possível salvar todos os cães errantes - ficava tão feliz se a Happy pudesse encher a casa de uma família com a sua ternura e o seu perfil dócil. 

 

 

fotografias de arquivo da UPPA - União Para a Protecção dos Animais

pesquisem no twitter / instagram por #uppa_animais

fotógrafa: Joana Gomes

+ informações sobre a Happy  no facebook da associação

 

para adoptar: uppa.adoptantes@gmail.com

para apadrinhar: uppa.apadrinhamento@gmail.com

 

 

 

 

basicamente, perdi um kioko

Screenshot 2018-09-21 18.57.29.png

 

fui ver no calendário: são 188 dias de plano alimentar rigído, sim, adaptado à minha vida - também.

um plano alimentar pensado "à medida" - tal como a roupa que a minha mãe costura e que agora vai ter que sofrer uns apertões.

um plano alimentar que pode não servir a todos, mas que me serve a mim: assim como me voltaram a servir aquelas calças que encostei a um canto, há uns anos.

há dias em que os disparates se fazem, há o cuidado para compensar os excessos. há regras que já estão interiorizadas. e, sobretudo, não há ansiedade pelo facto de não comer pão diariamente, como fazia dantes.

 

perdi 16kg, o peso do rapaz que está ali na fotografia. já posso encomendar M, já compro o número abaixo e já apertei dois furos no cinto.

 

está tudo excelente, em termos de saúde. 

o próximo objectivo é perder o equivalente ao peso de um Friqui (uns 5kg, vá).

 

 

 

um daqueles momentos que nos deixa sem palavras

 

fui ao instagram, tal como faço não sei quantas vezes ao dia. tinha dois pedidos de mensagem directa, de contas que não seguia.

e foi isto que li: 

 

 

 

realmente, nunca sabemos ao certo que impacto tem o nosso trabalho com a criançada, de que forma é que marcamos a sua vida.

passaram 3 anos e estas pimpolhas encontraram-me no instagram e fizeram questão de enviar uma mensagem. 

 

(tapei os nomes because privacidade)

será que é hoje que chega a #terceiraoportunidade da Júlia?

 

 a Júlia tem um olhar à David Bowie e...

...é o doce que podem ver nas fotografias. é bem disposta, afável e adora brincadeira.

se não acreditam, espreitem ao 00:36min e mais ao menos ao 01:06min deste vídeo do 9º aniversário da #uppa_animais

ah! e não dispensa uns bons banhos de sol, como prova esta fotografia 

 

julia-banhos-de-sol

 

 

gostava MUITO que todos os cães que se encontram na #uppa_animais tivessem a oportunidade de viver num lar, como o meu Félix e o meu Friqui.

custa-me especialmente pensar que a Júlia está no albergue desde que conheço a associação: a Júlia está na uppa há 5 anos. já é adulta e isso pesa no momento de adoptar. as pessoas acabam por preferir os cachorros para os ver crescer.

acreditem que a gratidão de um cão adulto que é adoptado é um sentimento que supera tanta coisa. supera aquele xixi fora do sítio, nos primeiros dias, supera os pêlos na roupa, supera o tempo que investimos na criação de rotinas.

 

fotografias de arquivo da UPPA - União Para a Protecção dos Animais / pesquisem no twitter / instagram por #uppa_animais

para adoptar: uppa.adoptantes@gmail.com / para apadrinhar: uppa.apadrinhamento@gmail.com 

 

promoção da obesidade ou da auto-estima?

cosmopolitan

nas últimas semanas vi esta imagem ser partilhada pelas redes sociais com comentários negativos, outros positivos. a modelo chama-se Tess Holliday e é uma rapariga bem anafada. super roliça, diria eu.  

diz a Tess numa entrevista que foi preciso pesar o que pesa hoje para gostar verdadeiramente de si. como não posso dialogar com a Tess, sobre isto, deixo aqui alguns pensamentos para colocar à vossa análise crítica.

 

os padrões de beleza são padrões: ou seja, servem para dizer que a mulher "perfeita" mede 86, 60, 86. serve também para irmos a uma loja de roupa, pedir um 42 ou um 44 e ouvirmos: desculpe, não temos números grandes. servem para justificar coisas como "gordura é formosura". servem para justificar a presença de mulheres roliças em pinturas de outros séculos. os padrões têm o seu lugar e a sua função.

 

a Tess vai DE encontro aos padrões de beleza instituídos? se sim, que padrões são esses e quem os dita? se não, que padrões são esses e quem os dita? 

 

a Tess está a promover a obesidade? tanto como eu, com 1,54mt e com 75kg, não? é que, segundo as tabelas, sou obesa. e passeio-me por aí e tal. devia ficar em casa? bem sei que não vou chegar à capa da cosmopolitan...

 

a Tess trabalha como modelo, com o corpo que tem. diz ela que se sente bem assim. terá consciência dos riscos que corre, em termos de saúde? assim espero. prefere o peso a mais a uma vida infeliz? é lá com ela. trabalha como modelo, foi convidada para capa da revista e aceitou. deve ser odiada por isso? não me parece.

 

deste ponto de vista só vemos o peso a mais da Tess: não sabemos como está o seu colesterol ou as suas análises hormonais. pasmem-se: há obesos com resultados de análises que fazem a inveja de muitos magros. 

 

tenho mais perguntas do que certezas, face a este caso que abalou o mural de alguns amigos, no facebook. se a modelo fosse mais leve, não teria abalado tanto, né? 

 

senhoras e senhores, eis o focinho da Esperança

 

costumo dizer, a brincar, que ela será a última a morrer

não é o que o povo diz? que a Esperança é a última a morrer. pois bem, esta Esperança patuda está na #uppa_animais desde 2013, à espera da família que a possa adoptar. lembro-me da chegada dela ao albergue, na companhia do Salvador e do Trevo. podem saber a história completa através deste vídeo, que regista o momento de acolhimento da Esperança no albergue, vinda da Casa dos Animais de Lisboa

 

Esperança3.jpg

 

"but first, let me take a selfie"

é a patuda ideal para inudar os vossos "instagrames" com selfies #cutenessoverload como esta aqui em cima. além disso a Esperança adora colo, receber mimos e passear. tem muita energia e recebe-nos sempre com um sorriso, quando abrimos a porta da box.

venham daí conhecer o rosto, perdão, o focinho da Esperança! 

 

fotografias de arquivo da UPPA - União Para a Protecção dos Animais / pesquisem no twitter / instagram por #uppa_animais

para adoptar: uppa.adoptantes@gmail.com / para apadrinhar: uppa.apadrinhamento@gmail.com 

arte urbana :: pelas ruas da Covilhã

 

uma vez na Covilhã e tendo em conta o meu hábito de andar a pé pelas cidades, aldeias e afins: claro que tinha que fazer a rota da arte urbana.

a Câmara disponibiliza um mapa, no site do munícipio. e lá fui eu, a subir, a descer, vira aqui, vira ali, em busca das peças - ou a ser surpreendida por elas, ao virar da esquina. ainda assim, acabei por pedir ajuda a algumas pessoas para localizar o mocho, do bordalo ii e a tecedeira, da tamara alves. eram duas peças das quais tinha referência e queria MUITO vê-las ao vivo.

 

também foi interessante verificar que andei à procura de um vhils que já não existe: a chuva, o vento e o passar do tempo deram lugar a uma parede onde "era uma vez um vhils".

 

vhils-covilhã-wool

 

foram 8,5 km a andar, com direito a almoço na Telepizza (hey, eu merecia!) com a bela da Super Bock a acompanhar. é que os 8,5 km não são "a direito".

senhoras e senhores, até me doíam ajancas, à noite! e se não fosse o casamento e a festa na tenda, por baixo da janela do meu quarto, no hotel PuraLã, acho que teria adormecido num ápice. uma vez que o "aperta aperta com ela" e a felicidade dos noivos e convidados transbordava em som pela periferia foi impossível descansar pois de insonorizados os quartos do PuraLã têm pouco. uma experiência em hotel que tinha TUDO para correr bem, mas ficou estragada, na última noite.

 

aconselho, vivamente, o passeio pela covilhã: as pessoas são muito simpáticas e há muitos locais de interesse. o mercado municipal é acolhedor e o cheiro dos legumes, das frutas, ainda não fica registado nas fotografias. 

 

mercado_municipal_covilhã

 

 

10 anos

10-covilhã

10 anos de filosofia para crianças, na minha vida (a verdade é que comecei em 2006, mas 2008 foi o ano em que a "coisa" se oficializou).

desde então já passei por: faial, portalegre, maputo (moçambique), amor (sim ,em leiria!), caldas da rainha, óbidos, braga, vila nova de famalicão, lisboa, rio de mouro, sintra, são pedro de sintra, funchal, angra do heroísmo, são miguel, carcavelos, palmela, setúbal, corroios, abrantes, covilhã, entroncamento, alfragide, odivelas, telheiras, nazaré, benfica, santo antónio dos cavaleiros, carnide, bombarral, cacém... - e, sinceramente, não sei se estão aqui todos os lugares do mundo onde estive a filosofar, com miúdos e graúdos!

insisto e persisto nesta vida de "linda de suza da filosofia", viajando com a mochila cheia de provocações filosóficas. com todas as dificuldades que isso acarreta, as tentativas, os erros e a consciência de que o meu trabalho é o meu melhor cartão de visita. ah! e o outro blog, também!

insisto e persisto - também e sobretudo, pelas coisas boas que tudo isto me tem trazido. o reconhecimento do meu trabalho junto de pais, professores, educadores - e junto de académicos, também.

 

10 anos.

bolas!

 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D