Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

frases que um dia deitámos fora

dumped

 

aviso: este não é um post nostálgico. é um post sobre a mudança.

ainda sou do tempo em que se diziam coisas do género:

 

"ainda não respondi à carta da Andreia"

"já gravei tudo nas disquetes"

"vou fazer um mealheiro para comprar dos cds dos Beatles"

"vou enviar-lhe um bip"

"dás-me o teu número? de que rede és?"

"vou alugar um filme ao clube de vídeo"

"não me posso esquecer de rebobinar a cassete"

"o disco está riscado"

 

o Chacho Puebla criou uma série de imagens alusivas a este passado recente. lembram-se de alguma delas? 

 

 

 

10 anos depois...

Screenshot 2018-08-30 02.21.33.png

... há uma tese a ser trabalhada junto da Universidade dos Açores, sobre filosofia e criatividade.

os seis chapéus do pensamento voam, de novo, até ao arquipélago onde o azul e o verde são únicos.

"as voltas que a vida dá". 

 

joaninha, voa, voa

 

só para fechar o assunto cocó

recordam-se da powerbank em forma de cocó? e do filme que foi because não funcionava, foi substituída e não funcionava, de novo?

pois bem, a custo, após encontrar uma pessoa que soube dar atenção ao caso, no chat do site da empresa, o cocó foi devolvido - e o dinheiro também.

 

final feliz. e a insania.com na lista de "não voltar a fazer compras aqui".

uma regra

 

maria-vai-com-as-outras-totebag

as regras servem para nos orientarmos, para evitarmos o caos e a sensaçao de estar perdida. por exemplo, numa comunidade online, no trabalho de equipa, na gestão da nossa casa com outra pessoa, na gestão do nosso orçamento mensal, num projecto, num desafio - é importante haver regras.

 

"vou correr todos os dias pela manhã"

"vou ler 10 páginas do livro todas as noites"

"vou comer menos hidratos de carbono"

"comunicamos via slack e via e-mail"

"só começo o trabalho quando receber 30% do valor total"

"só compro mais livros quando ler pelo menos um"

"não vou usar o telemóvel enquanto conduzo"

 

> estas são algumas regras que já me passaram pela cabeça. são importantes para me focar e para coordenar os projectos, as rotinas, a vida. é bom ter regras, sim. ainda assim, há excepções que, devidamente contextualizadas, podem ter tanto ou mais sentido do que a regra em si. sem desculpas esfarrapadas, mas sim com o olhar consciente de quem fez o que achou melhor, naquele momento. por vezes, não cumprir regras pode ter consequências menos simpáticas: há uns anos por não ter parado numa passadeira para um peão passar, fui multada. e estive uns anos sem poder infringir de forma grave ou muito grave, pelo risco de ficar sem carta. MAS eu até paro sempre nas passadeiras. ou quase sempre, vá. mais uma vez, sem desculpas esfarrapadas - com contexto e a perfeita noção de que não somos perfeitos, há que integrar o incumprimento da regra e procurar evitar no futuro, se isso nos traz contrangimentos. tal como escreveu a Rita, não é o fim do mundo.

 

 

*

 

a Carolina lançou este desafio à comunidade que a segue; cheguei à Carolina através da Rita da Nova e aqui estou eu, a responder ao desafio!

Acredito que, cada vez mais, precisamos de olhar para o nosso umbigo de uma forma mais crítica, de refletir sobre o que fazemos de bom e de errado, de nos conhecermos um bocadinho melhor e de termos objetivos concretos a curto prazo. Conhecermos os nossos defeitos e as nossas qualidades, percebermos quem realmente faz a diferença na nossa vida e quais os espaços onde nos sentimos mais sossegados é essencial para trabalharmos a nossa tranquilidade e a nossa paz interior.

 

 

"joana, precisas de alguma coisa?"

o contexto: um sábado de voluntariado, em que se dividem as tarefas. quando alguém termina, o hábito é procurar pelo outro, para ver se é necessária ajuda. foi o que aconteceu: a Gomes despachou-se do que tinha a fazer e vendo-me a lavar uma box, perguntou: "joana, precisas de alguma coisa?"

respondi que sim.

que preciso que os meus clientes me paguem sempre a horas.

que preciso de mais 6h no dia, para fazer o que tenho a fazer nas 24 e dormir nessas 6.

que preciso que não me doam as contracturas.

"Gomes, se não podes ajudar nestas coisas, então não preciso de nada da tua parte".

 

sou muito ambiciosa a pedir, não sou?

 

felix_e_joana

 

#terceiraoportunidade: de regresso em Setembro

terceira-oportunidade

 

as histórias sobre os cães que aguardam num canil ou num albergue pela #terceiraoportunidade da sua vida regressam em setembro.

 

até agora partilhei convosco o Fred, a Tapinhas, o Fuga, a Yara e o Filipe. estão na #uppa_animais há tempo demais (um dia seria tempo demais, mas aqui falamos de anos) e merecem muito viver a sua vida de cães adultos junto de famílias que os possam amar e acarinhar.

 

bem sei que em tempo de férias as decisões sobre adoptar ou não um animal se adiam  - e tem sentido que assim seja.

que setembro seja sinónimo de novos começos para estes patudos!

 

 

 

 

 

#zerolugaresvazios

e assim, a partir de uma # criada no twitter surge esta iniciativa para que o estádio da luz não tenha lugares vazios.

os portadores de red pass podem ceder o seu lugar; os adeptos (não é preciso ser sócio) podem solicitar esse lugar.

acontece tudo através deste site zero lugares vazios e só é preciso ter a app do SLB instalada no nosso telemóvel.

 

não-ha-lugares-vazios

 

passem a palavra, papoilas saltitantes!

 

youMEher

you-me-her

 

as relações a dois são complicadas? imaginem a três. cheguei a esta série, completamente por acaso. tenho visto alguns episódios, aqui e ali. divirto-me e penso nas relações, nas convenções, na expectativas que os outros têm acerca de nós.

é suposto comprar carro, casa, depois casar e ter filhos. e viveram felizes para sempre. ou não.

há uns meses valentes, num daqueles jantares da malta da escola secundária, era a única solteira e sem filhos. dois ou três ainda estão casados. a maioria está divorciada e com dores de cabeça para marcar o próximo jantar, pois não sabem se é o fim-de-semana da criança ou não. 

relações a dois é um caso bicudo, a três é bicudo ao cubo. atenção que a série é mesmo sobre o poliamor, não sobre triângulos amorosos manhosos.

vale a pena. para rir e para pensar. YOUmeHER. na netflix, claro.

salmão grelhado em cama de limão

 

vantagens: a pele do peixe não agarra e a cozinha não fica a cheirar a peixe grelhado.

para quem gosta de limão-com-tudo (COMO EU!) é muito bom.

bom apetite!

"se eu não cuidar de mim...

Dkt2-j2WwAMZp8I.jpg

 ...quem cuidará?"

 

é gira esta aventura de perda de peso e de voltar a vestir roupa que estava encalhada e comprar roupa no número abaixo. MAS há que cuidar da pele que, neste estica e encolhe, precisa de uns mimos extras.

da V/ esquerda para a direita: o drenante escolhido para o verão. o critério foi a composição, dentro daquilo que o bie3 oferece. não é gostoso, mas também não é dos piores drenantes que já bebi (e já experimentei vários, pois faço duas embalagens e tenho que trocar).

ao centro, o leite corporal mais fantástico da fina. fácil de aplicar, com um cheiro agradável. a pele fica bastante suave e começamos a ver efeitos nas zonas mais carentes de tonificação. fundamental aplicar na parte interior das pernas, na zona do antebraço (que é só a zona que mais detesto no meu corpo, ao ponto de evitar roupa com cavas - só mesmo na uppa, com o calor, uso alças), na barriga, nas nádegas. até aplico no pescoço, onde senti, em tempos, alguma flacidez extra. com o creme, a pele recuperou alguma tonicidade. hey, não há milagres quando estamos à porta dos 40!

e por último o collaforce, um reforço para a pele que actua de dentro para fora. o colagénio é uma proteína essencial para que a pele se mantenha saudável e suave. a partir dos 30 anos a produção de colagénio decresce, no nosso organismo. por esse motivo, eu já fazia há alguns anos um ciclo de colagénio por ano. com a questão da perda de peso nos últimos meses decidi reforçar com dois ciclos seguidos. acreditem que a pele responde mesmo. e agradece!

 

conseguem comprar qualquer um dos produtos no celeiro ou na well's, ou numa qualquer ervanária. o drenante ronda os 23 euros, o creme os 8 euros e o colagénio, 30 saquetas, fica em 28 / 30 euros. por vezes há promoções. aproveitem!

 

sigam a epopeia #joanamenoscinco no TW e no IG! 

 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D