Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

"o projecto perdeu viabilidade"

 

 

lamento.

no TR vivi momentos muito felizes. lancei um livro, fiz uma curta de cinema em parceria com o Mário Pires, uma exposição de fotografia... e, acima de tudo, fiz amigos, conheci pessoas humanas fantásticas e assisti a verdadeiras obras de teatro.

 

lamento que projectos como este, com a capacidade de elevar a cultura e de a levar a todos, não consigam sobreviver. lamento.

gostava muito que o mecenas tivesse aparecido e o desfecho desta "peça" fosse diferente. espero que as portas das salas 1, 2, 3 e 4 se abram de novo.

 

até já, TR. levo as pessoas que aí conheci comigo, junto ao coração.

 

 

 

 

 

nem 8, nem 80

a sociedade (entenda-se, todos nós!) é uma fonte de pressão constante.
se ficas em casa, é porque não queres conviver.
se sais para conviver, ai ai ai estás feliz e assim? não tens problemas?
se pensas em arranjar um emprego (entenda-se uma fonte fixa de rendimento mensal), dizem-te que isso já não se usa.
se és free lancer e não tens horários fixos, és um preguiçoso e um "boas vidas".
se fazes trabalho voluntário, é porque o dinheiro não te faz falta.
se resolves cobrar um valor pelo teu trabalho, perguntam "não achas muito"?
se bebes um batido ao almoço, és viciado em dieta.
se comes batatas fritas, és gordo.
se fazes voluntariado com animais, és uma besta e não pensas nas pessoas.
se dizes "não", és uma besta e não pensas nos outros.
se dizes que "sim", és um mole e devias dizer que não mais vezes e pensar em ti.
se usas os transportes públicos, és pobre por não ter dinheiro para a gasolina e para o parquímetro.
(des)larguem-me, sim?

ia jurar

 

que tinha lido qualquer coisa sobre uma palestra da Xanocas Solnado, sobre vidas passadas, na Assembleia.

devo estar a alucinar. outra vez.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D