Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

um Natal tradicional, como não seria de esperar cá por casa

trinca de arroz Jackie Chan gestão & filosofia coisas que entram nos EIXOs pantufos cor de rosa camisolas polares livros bolo rainha uma rainha chamada mamãe Sabel condução em contra-mão kizomba prendas para os UPPAs as coisas boas o silêncio os telefonemas para AQUELAS pessoas os votos de Boas Festas para ti Friqui Farrusque (surdo e muito velhinho) e claro está: tudo regado com alcóol do bom

na pista de dança

 

ele pergunta-lhe se ela quer dançar. ela responde que não sabe dançar. ele diz que também não. ela diz: bom, então de certeza que isto vai correr bem. vamos a isso. e lá vão eles para a pista. o clássico «não te costumo ver por aqui» tem a resposta (dela) «estou cá sempre, deves andar distraído». a  conversa foi animada. ela disse-lhe: eu não sei dançar muito bem, mas pelo menos divertes-te, não? e ele responde: estou cheio de sorte. acho que me saiu o totoloto. e ela responde: não, amigo, foi todo um euromilhões. e riram. e a música acabou. até já.

os meus votos de Natal

quem me conhece, sabe que não sou Team Natal - no sentido do pára-tudo-que-agora-é-Natal-e-tenho-que-ir-para-o-shopping-fazer-compras. há alguns anos que deixei de comprar prendas no Natal - apenas os afilhados são excepção e acabam sempre por receber livros (felizmente não têm necessidade de roupa ou de calçado) embrulhados em papel de jornal ou coisa do género.

 

aquilo de que eu gosto no Natal é um espírito de solidariedade que faz com que as inscrições de voluntariado na festa de Natal da CVP esgotem, que haja 1001 jantares para os mais carenciados, recolhas de bens e de roupas, sugestões de prendas solidárias... gostava MESMO que este espírito se mantivesse nos outros dias do ano. não sei se alguma vez já repararam, mas há sem abrigo na rua todos os dias do ano. em fevereiro também há pessoas que necessitam de roupas.

 

para quem está aborrecido porque não conseguiu uma vaga para voluntariado, durante o Natal: não desistas, e canaliza essa energia para outra instituição, noutra altura do ano (por exemplo).

 

ainda há um longo caminho para as próprias instituições percorrerem: muitas são pouco profissionais no tipo de resposta que dão aos voluntários (já fui alvo disso mesmo), nem sempre os excedentes de uma são canalizados para outra (a mentalidade das quintinhas também anda por aqui)... mas VALE TANTO E MUITO a pena DAR o melhor de nós aos outros: experimentem, porque recebem sempre em dobro. juro.

 

a propósito do voluntariado, acho que Portugal precisava muito de implementar esta ideia, de forma a valorizar o acto e a recompensar (de certa forma) quem a ele se dedica: as horas de voluntariado deveriam ser contabilizadas, como se fossem depositadas numa espécie de banco de tempo, e deveriam ter um efeito efectivo e positivo na vida dos voluntários. sei lá, contar como tempo de trabalho activo, contar como ocupação efectiva ou formação para quem está desempregado. coisas deste género, que valorizassem cada vez mais o acto de dar tempo aos outros.

 

eu sei, eu sei. YOU MAY SAY THAT I'M A DREAMER... {#emotions_dlg.happy}

o dia mais curto do ano foi dois mais compridos de 2013

21 de Dezembro: dia de voluntariado na festa de natal das pessoas sem abrigo de Lisboa, promovida pelo 25º ano, pela Comunidade Vida e Paz. tive a oportunidade de partilhar a orientação de uma oficina de criatividade com a Filipa Nunes, no Espaço Leitura, bem como de partilhar um turno com a Mãe Sabel, na àrea das sandes. tivemos a oportunidade de desfiar 16 perus assados, na companhia de 3 voluntárias, durante 3h e tal. foi um "osso duro de roer", mas até dançamos ao som do Anselmo Ralph e tudo.
e ainda aproveitamos restos dos perus (ossos, peles & afins) para as refeições dos animais da UPPA. muito obrigada aos voluntários Paulo e Filipa, que nos acompanharam nesta tarefa, dando apoio e motivação. e se eles são uma inspiração e a prova de que é possível MUDAR DE VIDA!
depois do trabalho e da missão cumprida, hora de festa: mais uma noite no Barrio Latino, na companhia  do Rubens Neves (aka Mano Kizomba) e Vanessa Silva (aka Nessa Su) e dos companheiros de aprendizagem de kizomba. foi muito afasta, junta, muito cruzado, muito quadrado, muito hesita... porque é na pista de dança que se aprender MESMO a dançar. e a sentir a música. excelente ambiente e companhia. e voltar a casa com o ornatos a acusar 1 grau de temperatura... oiça Inverno, quer levar um estalo?
o domingo trazia consigo outra missão solidária: entregar roupas no Teatro Rápido, para a associação + Vida [não se esqueçam que podem entregar roupas e outros bens até 13 de Janeiro] e uma tarde de teatro. fomos ver CASA - o cultivo das flores de plástico; um texto de Afonso Cruz, que abraça uma causa nobre. levamos 2 latas de atum e tivemos um desconto de 40% no preço do bilhete. ser solidário TAMBÉM compensa monetariamente, viram? tempo ainda para passar no Teatro Rápido (de novo!) para tomar um copo de vinho quente e (re)ver a peça Vícios para uma família feliz, com o Eurico Lopes e a Helena Canhoto.
de regresso a casa: cansaço (do trabalho e da diversão) e a alma cheia de cultura e de bons momentos.
assim acontece o Natal.

obrigada !

é a minha marca preferida DE TODOS OS TEMPOS no que diz respeito aos cuidados com o rosto e o corpo. não troco por nenhuma outra. e tudo porque a Guida me deu a conhecer a [comfort zone] há uns 10 anos, será? parece que foi ontem, na verdade!
não deixem de passar pela Nails & Depil System para saber mais sobre os produtos [comfort zone]

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D