Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

dia da mãe

 

a minha avó celebrava sempre o 8 de dezembro. o dia de Nossa Senhora da Conceição. mas depois vieram «ELES» que decretaram que o dia da mãe seria sempre o 1º domingo de maio. e as lojas enchem-se de coisas alusivas ao dia da mãe. e os comerciantes vendem coisas e as mães sorriem. sorrir é bom, e seja no 1º domingo de maio ou no 8 de dezembro.

 

por cá o dia da mãe foi preparado com uma missão que teve como bónus 4 beijocas do José Luís Peixoto. porque a homenagem a três mães já está cravada na pele para todo o sempre: Fátima, Tânia e Xana: os vossos filhos também são um bocadinho (muito) meus.

 

 

e porque a nossa família é muito tradicional e convencional, hoje é dia de ir ao teatro. a 3.

para ti sou difusa

 

O encontro deu-se no Teatro Villaret, onde as três actrizes Sofia Ribeiro, Sílvia Soares e Sheila Totta nos receberam, momentos antes de um ensaio para a peça Patty Diphusa.

 

 

A peça já esteve em cena, com quatro mulheres em palco (as três actrizes já referidas e Filipa Sousa). Na actual “temporada” o desafio colocado às três actrizes foi o de olhar para a peça, como se da primeira vez se tratasse. “O Miguel Barros encontrou-se connosco e disse-nos “façam uma nova leitura do texto”.” – disse-nos Sofia Ribeiro. Havia uma nova distribuição de texto e novas Pattys para criar. “Se na primeira temporada havia uma única Patty, aqui existem três, assumidamente” – disse-nos Sílvia.

 

A preparação deste texto de Pedro Almodóvar (adaptado por Miguel Barros) exigiu despojamento, disponibilidade e abertura. “Os primeiros 15, 20 minutos da peça são um “choque” para os espectadores. E isso nota-se na expressão que têm. Nós estamos muito perto do público e sente-se aquela reacção “devo rir? não devo rir?”” – conta-nos Sílvia Soares.

 

Mas quem é a Patty? A Patty representa todas as mulheres, todos os gays, todos os transexuais, bem como as fantasias de todos os homens – “e mulheres” – diz-nos Sheila, sorrindo. “A Patty é mesmo aquela expressão “ levar um pontapé nos tomates””, remata Sheila. “A Patty é tesão” – acrescenta Sílvia. A Patty é alguém que considera muito íntimo o acto de beber café com alguém mas que acha perfeitamente natural ter sexo com alguém, na casa de banho da discoteca. E dormir? Dormir é uma perda de tempo. “A Patty não gasta tempo em coisas que não lhe dão prazer”- diz-nos Sheila. A vida é para ser vivida, não é para ser dormida. Mas Patty quer apaixonar-se. É, afinal, uma mulher romântica. É, além disso, uma estrela porno. Um símbolo sexual. É uma mulher desta época. Sim. Mas o texto é dos anos 80 e se o texto era muito arrojado para a altura, será que ainda o continua a ser? “Sim, ainda há muitos preconceitos a combater. Patty é uma feminista e defende que não há que ter vergonha daquilo e de quem somos.” – as actrizes são unânimes ao defender que a Patty é uma lição de vida: há que ter orgulho de nós mesmos, da liberdade que temos e da qual podemos usufruir. “Uma mulher deve ser livre”. Aliás, a carreira de Almodóvar, enquanto realizador, está intimamente ligada às mulheres. Parece-nos “natural” que o seu alter ego seja, então, uma mulher.

 

 

 

 

E pessimismos, a Patty combate os pessimismos? Sim,respondem as actrizes. Patty representa um combate ao pessimismo. Patty incita-nos a dar um pontapé nos tomates do pessimismo. E da crise que nos tem servido de desculpa para tanto.

 

O texto é muito provocatório e poderá ser surpreendente para o público. Mas o público também surpreende as actrizes: “Lembro-me de uma vez em que havia uma senhora no público, já assim dos seus quarenta, cinquenta anos e que acenava com a cabeça, a cada história que contávamos como se estivesse a dizer “sim, sim, é isso mesmo, tal e qual”” – conta-nos Sheila Totta.

Curiosos para conhecer um dia na vida de Patty? A peça estará em cena no Villaret, todas as sextas-feiras de Maio, bem como as de Junho (com excepção para o dia 15). Marcará ainda presença no Festival da Comédia, a 19 de Julho.

 

um trabalho realizado para a Rua de Baixo

Tu não existes!

 

“ Tu não existes! ” … agora que terminei a exclamação ressalvo que gosto da tua existência por perto !!!

 

 

(apercebi-me há pouco tempo que é das coisas que mais vezes me dizem. Joana, tu não existes. qualquer dia começo a acreditar que eu não passo de um boato. mas daqueles grandes. roliços, vá)

 

{#emotions_dlg.star}

 

na categoria de concerto brutal e que enche a alma

dead combo, camané, a royal orquestra das caveiras e as víboras do chiado
num concerto que pecou por começar tarde (cerca de 30 minutos de atraso)
e que encheu a magna aula durante 2h e tanto.
brutal.
simples.
verdadeiro.
humilde.
musical.
sincero.
lisboeta.
escuro.
vermelho.
mulata.

e muitas emoções no ar. toda uma inquietação.

 

Pág. 4/4

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D