Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

Amadeus, Amadeus. oh oh oh Amadeus.

fotografia retirada DAQUI

Esta não é a estória de Amadeus. É, no fundo, a estória de Salieri e do seu inferno interior que se adensa perante a presença de um génio da música. Um génio louco, entenda-se, como convém a qualquer génio. (será que aos loucos também convém um toque de genialidade?)

Ivo Canelas e Diogo Infante estão fabulosos. Os personagens prestam-se a um desempenho alegre, denso, complexo (e aos nossos olhos até parece simples). 

A peça é de Peter Shaffer e está em cena no TNDM II. Às quintas feiras o bilhete é mais barato, metade do preço, por ser o dia do espeCtador [nota: convém reservar atempadamente].

descobrir o Alentejo


«a HERDADE DOS BARROS (turismo rural) está a lançar a seguinte OFERTA PROMOCIONAL:

-
2 NOITES COM PEQUENO ALMOÇO INCLUÍDO = 100€
*Oferta válida para duas pessoas. De 21 a 30 de Outubro de 2011.
Informo ainda que nos encontramos localizados na histórica vila de Terena (concelho de Alandroal, distrito de Évora), na região poderá desfrutar do seguinte: visitas aos monumentos históricos (Castelos, Santuário da Boa Nova, etc.); tours pelas vinhas e adegas com provas de vinho e de produtos regionais; visitas a olarias e ver como se trabalha o barro; caminhadas; contemplar as paisagens; passeios pela Barragem Lucefécit (apenas a 100 metros da nossa herdade); degustar a gastronomia Alentejana; poderá ainda visitar as vilas e cidades vizinhas (Monsaraz, Vila Viçosa, Borba, Évora, etc.); entre muitas coisas coisas.
Temos à sua disposição: alojamento, café/bar, restaurante, sala comum com lareira, esplanada com vista panorâmica (sobre o castelo e a vila de Terena), e parque de estacionamento privativo e gratuito.
Reserve já a sua estadia e venha descobrir o Alentejo!!»

o e-mail foi-me enviado pelo Rui Caeiro, um camarada de tropa do manu lindu, cujo projecto merece toda a divulgação!

qualquer dia não temos o que jantar, teremos que comer sopa.

dizia-me uma indignada (mas daquelas que não vão para a rua gritar, mas que se limitam a ficar em casa a dizer mal disto e daquilo) que as coisas estavam muito más. os cortes nos salários da função pública, nos subsídios... os aumentos dos produtos. enfim. aquilo que nós já sabemos, a DURA realidade. e de repente, surge este comentário:

- qualquer dia não temos o que jantar lá em casa. lá teremos que comer sopa.


er... bom, para quem tem crianças e é mãe, convenhamos que a sopa deveria ser um prato assíduo do menu lá de casa. aqui, onde não há crianças, o jantar é sempre sopa (salvo raríssimas excepções). é saudável, podem utilizar-se ingredientes diferentes e o paladar, assim, não se cansa dos mesmo sabores.

mas isto digo eu, que GOSTO DE SOPA. [fiquei a pensar, deuses, devo ser mesmo pobre, para comer só sopa ao jantar...]

mitra

(no local de trabalho. Entra um moço, vinte e poucos anos. Ostentava dois pirceings e uma mega tattoo no braço.)

Alguém disse no MSN: mitra
Lady B. respondeu: é tão mitra como eu. Ou menos, vá
Alguém disse ainda: não tem nada a ver…
Lady B. respondeu: tem tudo a ver, a questão é que tu não vês as minhas tatuagens diariamente.

Esta coisa de julgar as ‘ssoas SÓ pelo aspecto, ou SÓ pela profissão, ou SÓ pelas habilitações académicas… hello. Remember Aristóteles? O todo é maior do que a soma das partes. E Mitra é uma 'ssoa mitológica. Leiam AQUI.

da crise e dos cortes. das ameaças. dos possíveis despedimentos. da gestão pelo terror.

é hora de apertar o cinto, dizem-nos desde o PEC I. depois o PEC passou a II, a III e foi chumbado no IV. agora não há PEC que nos valha, apenas o FMI, os troikanos e um Passos Coelho que contrafaz aquilo que dizia antes de 5 de Junho. há indignação nas ruas, nas casas e nos locais de trabalho. surgem ameaças de despedimentos, seja porque a empresa está mesmo insolvente, ou porque perante a conjuntura a gestão pelo terror poderá trazer frutos. poderá?

há quem não durma a pensar nos imensos cenários do amanhã. há quem não saiba onde cortar, por considerar que já está em modo marca branca há muito tempo. há quem tenha assumido compromissos financeiros a contar com uma realidade de então que nada tem a ver com a de agora. um carro com AC? toda a vida tive um carro sem AC. aliás, ainda só comprei um carro em toda a minha vida. e espero que este me dure muitos anos. telemóveis de última geração? dizer que PRECISA de um telemóvel XPTO? não será exagero? não temos mesmo onde cortar? ou não conseguimos ver para lá das necessidades que criamos ou que nos criaram e que nos fazem gastar dinheiro que poderíamos poupar? (olhás unhas de gel a ir dar uma volta ao bilhar grande...)

estou a olhar, atentamente, para as minhas despesas e receitas e a procurar onde posso poupar. vou procurar apertar o cinto assim como a Dita (na foto!).


 
fotografia retirada DAQUI 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D