Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

qualquer-coisa-cort. chá quente. aguardar fumo branco de Sevilha.


«ozanos» que as bronquites não me batiam à porta. enfim, há coisas piores.
siga a dança, o pijama, a manta... e já que estou de molho, olho ansiosamente para o e-mail, à espera que Sevilha se manifeste acerca do meu projecto de #thesis. e nada.
encolho os ombros, abro o tweetdeck e deparo-me com isto:


mas o que é isto? ao que consta, este texto foi apresentado aos alunos desta Escola,
tendo sido utilizado sem qualquer adaptação do mesmo:

 «[a] questão reside no facto do(a) professor(a) que utilizou a ficha criada por si, não a ter adaptado ao contexto português de Portugal. Isto porque, o AO ainda não vigora, e para vigorar no ensino em Portugal por certo que existem (ou existirão) directivas para a preparação não só dos professores, mas também de como a transição (que espero que não aconteça) será transmitida aos alunos.»



AO à parte, o texto é utilizado com falta de bom senso! e a Edite Estrela (com quem aprendi muito quando era mais nova!) concorda comigo (ou eu com ela):


eu não concordo com o AO. mas isso... são coisas minhas!
e não gosto de ver um texto com sintaxe e ortografia diferentes daquela que se usa na nossa língua (ou se preferirem em Portugal), utilizadas num teste apresentado a alunos do 5º ano sem (aparente) contextualização.
a conversa no twitter prosseguiu. hilariante (ou será ilariante?).
conceitos como «língua internacional» e coisas como «o dialecto de Lisboa é imposto» vieram à baila. os hs mudos. enfim.

o dialecto de Lisboa.

bom, vou ali ao e-mail ver se há novidades de Sevilha e embrulhar-me nas mantas. valha-me o São Symbicort!

manus lindus na revista DP Arte Fotográfica


e o projecto Olhar a Palavra continua a dar frutos. e a marcar pontos. este trabalho foi dos mais comentados no Facebook. e foi partilhado por muitos amigos.
daí  a tentar a sorte de publicação na DP Arte Fotográfica foi um passo.
a fotografia é do meu manu lindu (mai' lindu do mundo e que até a apanhar bolas é um 'xpectáculo) e o texto é meu. enfim, é vosso. de quem visitar o projecto OaP, de quem comenta, de quem não comenta.

obrigada aos camaradas de projecto: João Paca, Marco A. Pires e João Sousa. Yeah. WE RULE!

pssssst! sigam este projecto na página do facebook. vá, vamuláver!


dia gelado & inferno na Luz. brrrrrr!


constipada e com a voz em mau estado. o que é que se recomenda nestas alturas?
dar 6h de formação, pois claro!


e a seguir? dizem os especialistas que nada melhor do que enfrentar de calor humano no Estádio da Luz, acompanhada por um senhor emplastro!


aproveitar o tempo morto do jogo para ler a posologia da Mebocaína.
sim, a isto chama-se gestão de tempo, sim?

foi aqui que tudo começou.


Lisboa. num dia 02 de Junho de mil nove e setenta e nove. EU!


e até agora o caminho tem sido espiralado, de descoberta, de desilusão, de coisas boas, de profundidades intensas e de tantas outras coisas que naquele dia ficaram impressas na pele, para toda a eternidade.


eis o caminho. que se faz caminhando!

férias. yeah right!



escolhas. it's all about choices. e fui eu que escolhi inscrever-me no mestrado. à conta disso adiei algumas coisas na minha vida e ausentei-me de outras. mas a escolha foi minha. mais que assumida. arregacei as mangas e 'bora lá. adiei a entrega do projecto da #thesis, pois a necessidade de descansar era muita. ok, acabei por não descansar muito, com viagens para formação e coisas afins. mas parei. e agora o prazo está a começar. e o desânimo a tomar conta do estado de espírito. não é fácil fazer ciência. é muita norma bibliográfica e citações e diz que disse. há pouca margem para a criatividade. e eu, como não gosto nada de agitar as águas, arrisco um tema inovador. sugiro um orientador altamente especializado e morador em Sevilha. a faculdade aceita. pergunto: mas! ele é de Sevilha... não será melhor haver 2 orientadores? (uma espécie de península ibérica) não há necessidade, dizem-me. e agora não autorizam a presença do orientador por meio virtual (skype) e vou defender o meu projecto de tese perante um júri nomeado pela Direcção Académica e com um parecer do meu orientador a fazer-me companhia.
e estou zangada.
capaz de pagar a multa pela entrega do projecto no semestre seguinte em moedas de 5 cêntimos. e não estou a falar de meia dúzia de euros...
portanto decidi que isto é para terminar o mais depressa possível. sim, vou fazer o melhor que possa, tendo em conta que a minha vida inclui um «emprego normal», um projecto de formação, a organização do I Encontro de Filosofia para Crianças e Criatividade, ginásio, cinema, teatro, planear voluntariado, estudar astrologia, benficar, estar com o mê filhe, ser uma filha ausente, melgar o manu lindu, fazer tricot com os amigos, ser delegada da cA-TEAM, participar em projectos colaborativos...
o melhor que possa - é isso que vou fazer.
depois destas «férias» de produção científica, só posso dizer que estou agastada e exaurida. sim, estudar cansa. e dispender de dias de férias para isso não é assim muito agradável. mas são escolhas. assumidas!


Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D