Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

A Cidade – ou (quase tudo) sobre o rabo de Nuno Lopes

[hummm mas a peça tem outro título… como era mesmo?] Ainda estou a bocejar das horas de sono que o Nuno Lopes, perdão, que A Cidade [exacto, era isso!] me roubou.


São três horas e meia de teatrices, no São Luiz, onde os textos de Aristófanes são reinventados por um grupo de actores sobejamente conhecido.

Sobejamente conhecido é também Aristófanes, dramaturgo grego, autor de várias comédias. As Aves, As Nuvens ou As mulheres na assembleia terão servido de base para o espectáculo A Cidade. Nele temos a oportunidade de assistir a reflexões sobre a ética e a condenação da sofística (que segundo o ateniense era fonte de subversão dos valores religiosos, éticos, sociais e políticos). Aristófanes era um sátiro e o seu alvo eram as figuras da cidade. N’O Nascimento da Tragédia, Aristófanes é celebrado por Friedrich W. Nietzsche como um dramaturgo que escreve imbuído do mais profundo espírito dionisíaco.

Da peça fica-nos a imagem do Nuno Lopes só de meias e com uns boxers a tapar-lhe as «vergonhas» [uma coisa mesmo, mesmo, dionisíaco era o nu integral… era, era]. Fica-nos a imagem do Gonçalo Washington [acho que este nome também é um bocadinho ao lado] com um fatinho verde e asinhas nos pés. Um Bruno Nogueira magro (que dói) e um naipe de outros actores à altura do propósito que é a reinvenção de clássicos da comédia grega. Aqui, a  reinvenção é estética, sobretudo visual. Ainda que o cenário seja profundamente estéril, a reinvenção é operada a partir das roupas dos actores e um ou outro traje mais simbólico.

Saí da sala [com o rabo quadrado… irrraaaaaaaa 3h30m depois já não sabia como havia de me sentar] com a sensação de que faltou risco. Faltou encarnar Dionísio!






nós já starbuckiámos no Chiado...

e tu?



e aproveitámos para efectuar o recenseamento na Cidade




tempo houve para falarmos de botas que apertam nas pernas, de vestidos chiques, de gloss que se quer MUITOOOOOOO comprar e que não está disponível para testar, de crianças que nos tiram do sério, de  'ssoas cinzentas que invadem a nossa vida, de #coisasboas, de carros e bicicletas... enfim!

'ssoas de cultura, não é Yana?

e parece que há uma certa harmonia no ar

O Benfica ganhou contra o Rio Ave. Já tenho bilhete para Metallica e encontrei um orientador para a minha tese (e o tema já está definido). Manu lindu já pode começar a pedalar como se não houvesse amanhã, os amigos não me faltam por perto. Há 1001 projectos no ar, livros abertos por todo o lado. Bons filmes para ver, boas companhias para partilhar. Um Starbucks no Chiado para visitar. Mais um seminário «interrogativo» a caminho.

É isso.
Uma espécie de harmonia.
Como se a música das esferas celestes estivesse entre nós.



And now it's tea time!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D