Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

6 pontos sobre coisas que vocês podem ler e pensar "ah, i don't care"

shhhh, it's all so quiet

não é que algum de vós estivesse inquieto e "ai ai ai o que é feito da cachopa". vai na volta, até já teriam questionado o motivo do meu silêncio. é o que faço quando as pessoas dos blogs que sigo estão algum tempo sem fazer publicações. 

há vários motivos para o silêncio, entre a falta de tempo e alguma falta de vontade para escrever. além disso, ando a guardar as palavras todas para a tese, que está mesmo, mesmo, mesmo na recta final. até o Kioko dá uma ajuda na revisão do texto: 

 

44167184_356453245126374_7104671180908396544_n.jpg

organizar o tempo

desde há uns meses que tenho vindo a pensar no tempo que invisto em cada uma das minhas tarefas diárias. como sabem, trabalho com e em social media e acabo por passar muitas horas online. por esse motivo tenho evitado passar o contacto telefónico a clientes e/ou parceiros para evitar dispersar nas tarefas. o e-mail e/ou o slack são os meus canais de comunicação privilegiados. estou também a eliminar os grupos de trabalho no whatsapp e só tenho "uma pedra no sapato" que não vou conseguir descalçar.

as notificações estão todas desligadas: no pc, no telemóvel, no ipad.o fb e o messenger desapareceram do telemóvel (confesso que não sei explicar o motivo pelo qual deixei o reddit ou o tinder. adiante). 

 

tumblr_pgllvrCIfC1qhzqx6o1_500.jpg

 

economia da distração ou JOMO

BTW, oiçam este vídeo sobre a economia da distração. e celebrem a JOMO: the joy of missing out. não "derivado de" ai ai ai que as redes sociais, os sites, as apps são demoníacas. não são. temos várias possibilidades de tomar conta da nossa vida. disse-o aqui, em entrevista ao João Pico (Comprimido). 

 

e agora, joana?

continuo a visitar o twitter com regularidade, pois é lá que sei o que se passa no mundo e tenho muitos dos meus contactos de trabalho. é lá que me divirto, também. aprecio o instagram, sobretudo as stories, pelo que vou continuar a partilhar coisas por lá. vou deixar de seguir pessoas e marcas, pois estou sem paciência para seguir conteúdo vazio - foi esse o motivo pelo qual decidi assumir o low profile no fb.

 

tumblr_pgn31jRG0i1qhzqx6o1_500.jpg

 

ah, sim. a tese.

está quase, quase, quase.

 

tumblr_pgcfj3Wv501qhzqx6o1_500.jpg

 

e outras coisas. não vou mentir.

estou muito entusiasmada por fazer parte deste projecto da fundação portuguesa das comunicações, pois terei a possibilidade de conversar com pessoas sabedoras, interessantes e interessadas sobre o tema da tecnologia e da humanidade. o primeiro debate já aconteceu e em novembro há mais.

continuo a luta da #joanamenoscinco, pois o desafio é diário. perder peso é fixe, manter é algo no qual tenho de focar.

sobre a rubrica #terceiraoportunidade: voltarei a escrever sobre isto em novembro ou dezembro, conforme haja tempo. exige dedicação e tempo e agora não vou conseguir dar conta do recado.

participei no #clicksummitpt e escrevi umas coisas sobre isso, para o shifter. também aqui escrevi uma espécie de manual para não sermos uns totós nas redes sociais (malta: TOMEM CONTA DA VOSSA VIDA!!!).

 

tumblr_pghbv8XQwN1qhzqx6o1_500.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

onde, quando e como quiser

o projecto é do João Pico (Comprimido) e começou com uma pergunta pelo futuro da televisão. foi crescendo, pois inevitavelmente os seus convidados começaram a abrir o tema para a comunicação, o digital, a cultura digital, a educação, a cidadania e por aí fora.

 

o João convidou-me para partilhar alguns pontos de vista sobre estes temas. 

podem ouvir aqui, no youtube, e também no spotify.

 

são mais de 40 entrevistas que, na verdade, são conversas informais de partilha e de questionamento.

 

 

Quinoa - pastora alemã e RP da #uppa_animais

Screenshot 2018-08-23 21.38.20.png

 

os bons dias da Quinoa 

aos sábados os primeiros voluntários chegam cedo, para garantir algumas tarefas essenciais: apanhar cocós, lavar box, dar as primeiras medicações do dia e começar a preparar a refeição dos UPPAlianos.

quando abrimos o portão a primeira pessoa-não-humana que nos cumprimenta é a Quinoa, a pastora alemã que dorme na sua casota de madeira e toma conta do albergue, por assim dizer. lá vem ela, de rabo a abanar e a ladrar, anunciando aos outros residentes que há gente a chegar. 

quinoa.JPG

 

vou ser sincera: a Quinoa é uma refilona

quando passa à frente das outras box, gosta sempre de dar o ar da sua graça e ladrar aos CÃOpanheiros. mas hey, é uma pastora alemã e essa vontade de pôr toda a gente na ordem está-lhe no sangue. acreditem, é mesmo só para disfarçar o doce de cadela que é.

 

os amigos da CÃO NOSSO apadrinharam a Quinoa e partilham neste artigo uma entrevista com a Sandra Vicente, membro da direcção da associação. apadrinhar também é uma forma de ajudar os UPPAlianos. 

 

 

 

fotografias de arquivo da UPPA - União Para a Protecção dos Animais

pesquisem no twitter / instagram por #uppa_animais

+ informações sobre a Quinoa no facebook da associação

 

para adoptar: uppa.adoptantes@gmail.com

para apadrinhar: uppa.apadrinhamento@gmail.com

 

 

a Happy mora na #uppa_animais

 

a Happy quer muito ser feliz, junto de uma família que a possa adoptar

quando chegou ao albergue da UPPA, há uns anos, a Happy transportava consigo onze bebés. ONZE! imaginem só! chegou medrosa e assustada e sem grande fé na humanidade. foi recolhida da rua e passo a passo foi ganhando confiança e revelou-se uma excelente companheira. 

 

a Happy é, sem dúvida alguma, uma jóia de moça

é uma cadela já adulta e que gosta muito de festas e de estar perto de humanos. aprecia umas boas sestas à sombra e quando a chamamos lá vem ela, a abanar-se toda, à espera de festas.

gosta de passeios à trela e de partilhar a sua manta com outros UPPAlianos. 

 

adoptar um cão adulto?

ter um cachorro tem a sua graça (já dizia a minha avó, tudo o que é pequenino tem graça!) e concordo que é muito #cutenessoverload ter um cãozinho bebé em casa. MAS - e agora vem aí o MAS que vai ser um pró para a adopção de cães adultos, sem que seja propriamente um contra para a adopção dos bebés - MAS (repito) adoptar um cão adulto é dar AQUELA oportunidade a quem viveu grande parte da sua vida num albergue, no canil ou na rua. 

por muito bem que os tratemos, que os acarinhemos, a verdade é que não há nada como ter um lar, uma cama ou uma manta onde se pode dormir tranquilamente, alguém que os leve a passear. 

 

eu sei que não é possível salvar todos os cães errantes - ficava tão feliz se a Happy pudesse encher a casa de uma família com a sua ternura e o seu perfil dócil. 

 

 

fotografias de arquivo da UPPA - União Para a Protecção dos Animais

pesquisem no twitter / instagram por #uppa_animais

fotógrafa: Joana Gomes

+ informações sobre a Happy  no facebook da associação

 

para adoptar: uppa.adoptantes@gmail.com

para apadrinhar: uppa.apadrinhamento@gmail.com

 

 

 

 

basicamente, perdi um kioko

Screenshot 2018-09-21 18.57.29.png

 

fui ver no calendário: são 88 dias de plano alimentar rigído, sim, adaptado à minha vida - também.

um plano alimentar pensado "à medida" - tal como a roupa que a minha mãe costura e que agora vai ter que sofrer uns apertões.

um plano alimentar que pode não servir a todos, mas que me serve a mim: assim como me voltaram a servir aquelas calças que encostei a um canto, há uns anos.

há dias em que os disparates se fazem, há o cuidado para compensar os excessos. há regras que já estão interiorizadas. e, sobretudo, não há ansiedade pelo facto de não comer pão diariamente, como fazia dantes.

 

perdi 16kg, o peso do rapaz que está ali na fotografia. já posso encomendar M, já compro o número abaixo e já apertei dois furos no cinto.

 

está tudo excelente, em termos de saúde. 

o próximo objectivo é perder o equivalente ao peso de um Friqui (uns 5kg, vá).

 

 

 

um daqueles momentos que nos deixa sem palavras

 

fui ao instagram, tal como faço não sei quantas vezes ao dia. tinha dois pedidos de mensagem directa, de contas que não seguia.

e foi isto que li: 

 

 

 

realmente, nunca sabemos ao certo que impacto tem o nosso trabalho com a criançada, de que forma é que marcamos a sua vida.

passaram 3 anos e estas pimpolhas encontraram-me no instagram e fizeram questão de enviar uma mensagem. 

 

(tapei os nomes because privacidade)

será que é hoje que chega a #terceiraoportunidade da Júlia?

 

 a Júlia tem um olhar à David Bowie e...

...é o doce que podem ver nas fotografias. é bem disposta, afável e adora brincadeira.

se não acreditam, espreitem ao 00:36min e mais ao menos ao 01:06min deste vídeo do 9º aniversário da #uppa_animais

ah! e não dispensa uns bons banhos de sol, como prova esta fotografia 

 

julia-banhos-de-sol

 

 

gostava MUITO que todos os cães que se encontram na #uppa_animais tivessem a oportunidade de viver num lar, como o meu Félix e o meu Friqui.

custa-me especialmente pensar que a Júlia está no albergue desde que conheço a associação: a Júlia está na uppa há 5 anos. já é adulta e isso pesa no momento de adoptar. as pessoas acabam por preferir os cachorros para os ver crescer.

acreditem que a gratidão de um cão adulto que é adoptado é um sentimento que supera tanta coisa. supera aquele xixi fora do sítio, nos primeiros dias, supera os pêlos na roupa, supera o tempo que investimos na criação de rotinas.

 

fotografias de arquivo da UPPA - União Para a Protecção dos Animais

pesquisem no twitter / instagram por #uppa_animais

fotógrafa: Joana Gomes

+ informações sobre a Júlia  no facebook da associação

 

para adoptar: uppa.adoptantes@gmail.com

para apadrinhar: uppa.apadrinhamento@gmail.com

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D