Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

:: P E R F E C T ::

3-Good-Will-Hunting-quotes.jpg

38 anos, solteira. sem conhecer outra casa a não ser aquela onde vives. os teus amigos - da primária, da preparatória, da secundária, da licenciatura, das duas pós-graduações, do 1º mestrado, do único emprego que conheceste - e do qual, em boa hora, te livraste - dos blogs e dos twitters desta vida; todos eles, com uma ou outra excepção honrosa, super a viver juntos, super casados, super com filhos. a cumprir as metas todas, os objectivos subliminares da vida. aqueles que a sociedade espera de ti. reparas que os teus greatest achievement são coisas como ter um carro violeta, o cabelo pintado de cores diversas e variadas, servir de tela para lá de vinte tatuagens e  ter as prateleiras cheias daqueles livros aos quais não consegues resistir. quando compras casa, quando casas, com quem vais de férias - aquelas perguntas dos outros que procuram reconhecer em ti aquilo que é a norma. e tu foges à norma, da forma mais natural que conheces. não sabes ser de outra maneira. amas muito os filhos que te confiaram - são cinco afilhados, entre os 5 e os 30 anos - e as pessoas que tens por perto. sabes que nem toda a gente te compreende e aprendes a viver com isso. escolhes as batalhas e as coisas pelas quais vais lutar e entrar numa discussão, se for caso disso. és moderada. és sarcástica, mas tens um ar tão fofo que ninguém dá por isso. deixas de gostar de ir à praia e evitas pessoas a mais. e depois acontece-te o inesperado. e é mesmo uma coisa que muda a tua forma de estar, de ver o mundo. chama-se amor. e, ainda que tu o conheças de outras estórias, este é verdadeiramente único. mesmo se, pelo meio, tu fores da mesma forma que és, quando amas. se disseres as mesmas coisas. se quiseres ouvir as mesmas músicas ou ler os mesmos textos. não é isso que importa. nem sequer saber quanto tempo vai durar. se acabar, sabes que vais ter que repor o stock de lenços de papel pretos, da renova, para superar a ausência. não é nisso que pensas. focas-te no momento, no que vais construindo, observando, escutando. vês o mesmo, com outros olhos. visitas lugares que conheces e outros nos quais nunca estiveste. cedes o teu lugar e deixas-te ir à pendura. e se tocar o graciano saga, cantas e soltas gargalhadas muito parvas. "vai devagar, emigrante". ris, levantas o sobrolho, percebes que não concordas com tudo. e isso não te apoquenta, nem te deixa ansiosa com o "will you still love me tomorrow". e isto tudo (e outras coisas que não cabem aqui) fazem-te pensar que a perfeição, que é uma coisa lascada, existe. e esteve sempre tão perto. é só estar. e não há fretes. 

 

das 'ssoas humanas

tumblr_nizxutZ7RT1qhzqx6o1_500.jpg

 

tumblr_nizy19zKDm1qhzqx6o1_500.jpg

 

tumblr_nj00ygBl921qhzqx6o1_500.jpg

 

conheci o Zé numa formação inicial, quando entrei para a banca. ficámos amigos - descobrimos que tínhamos pessoas em comum e nem a distância entre sintra e caldas da rainha nos fez desistir da amizade. por causa do Zé conheci outras 'ssoas humanas. acho que uma das primeiras foi a Zélia e o César. o Rafa já existia (fez agora 10 anos... como o tempo passa). descobri que partilhava com a Zélia outras pessoas, da blogosfera. fisica ou virtualmente nunca deixamos de nos acompanhar, de saber o que era feito uma da outra. 

a Zélia é dedicada aos trapos e às linhas, tal como mamãe Sabel. comprei-lhe já vários chapéus, um poncho de burel preto e tantas outras coisas maravilhosas. há dias, a Zélia presenteou-me com um artigo novo: um xaile com berloques. encontrámo-nos em lisboa, almoçámos, gerámos ideias e fomos aos tecidos.

 

gosto da Zélia por sermos diferentes  e iguais em muitas coisas: ela é mãe de dois, casada. ela tem uma mana. já esteve desempregada, como eu, e teve que começar de novo. reinventou-se - reinventa-se e inventa todos os dias. é uma 'ssoa humana com textura, com altos e baixos, com um olhar critico e emocional sobre as coisas. eu gosto muito da Zélia. 

obrigada, Zé. também gosto muito de ti. 

 

these boots are made for walking

o desafio: escolher o meu par de sapatos preferido para uma sessão fotográfica do site www.shoelovingirls.com
a escolha: as minhas primeiras doc martens, pretas, de biqueira de aço, com atacadores à páraquedista

 

 

saibam tudo AQUI, em breve.
obrigada, Célia e Mário pelo convite ;)
muito obrigada à Ana Sousa e à Nails & Depil System pelo apoio

a linda de suza da filosofia andou por aí, pelo país, a filosofar




no Seminário de Pensamento Crítico na Educação, houve oportunidade para partilhar com os presentes o projecto filosofante PhiloTKD; falei sobre a aplicação dos seis chapéus do pensamento junto da criançada e foi incrível a forma como as pessoas ouviram e me felicitaram no final. YEAH!

houve tempo, ainda, para assistir à provas públicas de defesa do doutoramento de uma amiga com quem partilho o amor pela filosofia para crianças: parabéns Celeste. QUE ORGULHO!





e depois chego a casa e tenho, na caixa do correio, um exemplar de um livro no qual participei com um artigo que descreve todo o meu projecto filocriatiVIDAde, desde 2008 até cá. sim, já passaram 5 anos desde a primeira vez que «fiz a mala de cartão» para viajar até ao Faial, para dar formação nesta área. e já foram muitos os pontos do país por onde viajei - e até já estive em África, tudo para «contagiar» o mundo com a filosofia para crianças.

nessas viagens conto SEMPRE com o apoio das duas metades de mim (mamãe e manU) e dos amigos que, com o seu saber e o seu tempo, contribuem para que tudo corra pelo melhor. depois há, ainda, os amigos que nos convidam para projectos como o PhiloTKD (obrigada Sara e Alex), e profissionais que nos abrem a porta da sala de aula para filosofarmos com as suas crianças: a Celeste foi a primeira a fazê-lo, depois a Ana, a Dora, a Sofia, as professoras do Fundão. a confiança e a disponibilidade para colher uma coisa nova - são coisas que não se pagam.


obrigada a todos, sem excepção. que caminhada esta. hein?

verdades do futebol



tenho para mim que...


...os miúdos adoram dar palmadinhas no rabo e amarfanhar as nalgas uns dos outros.


...o Artur fica muito bem com o equipamento camel.


...o equipamento  alternativo do Benfica é sinónimo de vitória.


... Jorge Jesus é um natural born philosopher, depois de Pascal, cita Platão: «aqueles que nos assobiam são como os prisioneiros da caverna, que nunca hão-de ver a luz»


e digo eu, que percebo muito disto e que até fui vencedora da ronda da semana passada, na liga privada da liga record, lá do trabalho. tive os mesmos pontos que uns quantos moços mas venci porque *rufam os tambores* tenho o plantel mais barato. ah poizé! sou a única miúda da liga e pelos vistos não esbanjo tudo nas compras, como seria de esperar! ora tomem lá, pumba!


my new greatest achievment: vencer uma ronda da liga record! WIN!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D