Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

é proibido deitar a toalha ao chão

tumblr_ov1uatvNmL1qhzqx6o1_500.jpg

 

o desafio mantém-se, de pé, firme e hirto - e até dá para torcer a camisola e as calças. mais 4km, praticamente sempre em nível 3 (elíptica), concluídos nos 45 min que fazem parte do meu objectivo, para estes 21 dias.

 

no sábado, ainda que fosse dia de folga, houve lugar a mais 4 km, a caminhar pelo albergue da uppa, because voluntariado. quem contou tudo foi o iwittgenstein (o meu smartphone), tendo calculado 8600 passos.

 

COME ON, LET'S SWEAT BABY 

 

 

> keep calm and walk on <

dia 3

 

#21dayschallengemoveyourass: 45 min de elíptica, 4,1 km. sempre no nível 3 e 4 (os primeiros e últimos 4 minutos no nível 2). 

desta vez a banda sonora escolhida foi um concerto, ao vivo, da Madonna. 

a verdade é que sabe mesmo bem, isto de me mexer. aproveito para pensar em coisas que não têm nada a ver com a tese ou com o trabalho. e evito que o investimento feito há uns anos, na elíptica, caia por terra.

 

confesso que pensei em inscrever-me num ginásio.

há uns anos valentes a ida ao ginásio fazia parte da minha rotina, 3x por semana. mas na altura tinha um emprego, com hora "fixa" de entrada e de saída. agora, com a vida de freelancer, a rotina é tão flexível que me custa pensar em definir dias e horas para o ginásio. pensei, mas não cheguei a investigar, verdadeiramente, possibilidades. a elíptica, digamos, falou mais alto. além disso, este aparelho há-de servir para algo mais do que, simplesmente, servir de cabide para a roupa #classic 

  

dia 4 

 #21dayschallengemoveyourass: 45 min de elíptica, 3,9 km. sempre no nível 3, mas com vários picos de aceleração (entre os 5 e os 7km/h).

 

comecei com o bruno mars, but he lost me at "versace on the floor" - a música é bonita, mas não é para este tipo de exercício físico (if you know what i mean). para não perder mais tempo na escolha, fiquei-me pelas músicas da xô dona madonna (again!)

 

dia 5 

sexta, final da semana. na companhia do Félix, 2km de caminhada pela aldeia. pela serra, pela estrada, com graus de dificuldade diferentes (subidas e descidas). e a melhor companhia do mundo, claro. a banda sonora foram mesmo os sons habituais de uma aldeia. também contámos com a participação do vento -  um bocadinho irritante, diga-se de passagem. 

 

sábado e domingo serão dias de folga para o desafio. bom fim-de-semana e essas merdas, sim? 

tumblr_oumzza5Xaz1qhzqx6o1_500.jpg

 

 

 

 

motivação, precisa-se. isso, ou gomas. aos kgs

:: foi a vida que eu escolhi ::

a tese, a tese. leituras, mapas mentais. ideias que surgem. e vontade de escrever? NENHUMA. zero. 

 

:: agosto e o mundo inteiro de férias :: 

o calor não ajuda: a inércia respira-se e nas redes sociais passeiam fotografias de praia, campo, malta a curtir a vida. está toda a gente de férias, não é verdade? BTW aproveito para ir fazendo unfollow nas várias redes sociais (FB, TW e IG), de forma a conseguir recuperar algum interesse na minha timeline. (ou seja, ando a procrastinar, sempre que possível).

o namorado está de férias, com a família. acorda às 13h e eu já me sinto com meio dia de trabalho em cima. "chateio" o menos possível, pois estou de mau humor e só me apetece grunhir. parecemos uns putos, no messenger, com uma diferença horária de 6h: 

olá. 

( 2h depois)

olá.

(30 min depois)

estás bem?

(2h depois)

ah sim. e tu?

(6h depois)

vou jantar.

(30 minutos depois)

beijinho e até amanhã

e sim, faz-me falta tê-lo por perto, para grunhir conversar.

esta noite foi uma daquelas com direito a insónias e a sonhos com SEO, prazos de entrega, artigos sobre cascais, os textos que vou receber para editar, tudo aquilo que tenho para fazer até ao fim do ano, os clientes que ainda não pagaram maio e julho. exacto, estamos a 17 de agosto. 

 

:: a imparável vontade de comer :: 

a verdade é que consegui ir às compras e resistir às gomas. os pacotes ficaram todos lá, no sítio deles. e a vontade de comer é imparável, nestes momentos em que tens que te focar, sentar, escrever, organizar ideias. e claro: a consequência, uma eternidade nas ancas. 

não saio de casa desde segunda feira, dia em que fui ao continente para apanhar umas promoções catitas. vingo-me no chocolate negro e no café (que, por acaso, está a acabar. f-se).  

vladislav-muslakov-261627.jpg

 

:: > everybody dance now < ::

FullSizeRender.jpg

 

dançar? na verdade, não se trata de dançar.

trata-se, sim, de manter o desafio diário.

ao segundo dia mantive os 45 minutos de tempo para a elíptica, fiz 4 km e mantive-me nos níveis 3 e 4. 

a música é, sem dúvida, uma componente importante para acelerar ou abrandar; para definir metas: vou mudar para o 4 até acabar a música.

o tempo é coisa que se mede em despacitos - ou coisas afins.

 

desta vez tive a companhia de uma playlist do spotify, que encontrei ao pesquisar por "pump up the jam". e desfilaram uns quantos êxitos dos anos 90.

 

dia 1, check.

dia 2, check.

 

:: 21 dias ::

image1 (4).JPG

o único objectivo é mexer-me, seja com a elíptica que ganha ferrugem ali no quarto, seja com uma caminhada ao ar livre.

são 21 dias com este objectivo: MOVE IT. todos os dias, sim. MEXER-ME.

daqui a 21 dias estabeleço novo objectivo. 

a ideia é acompanhar isto com música. hoje viajei ao passado, ao álbum Mingos & Samurais, do Rui Veloso. consta que o álbum é de 1990. tinha este disco em vinyl e ainda sei quase todas as letras de cor.

45 minutos, 3,5 km, nível 3 e 4 e muita cantoria. aproveitei para reactivar a minha conta no snapchat e espreitar o filtro da #bxafestivaleira, que tanto me faz rir nas instagram stories do herman josé.

 

espero que a cantoria e a boa música me ajudem nesta disciplina difícil de manter o desafio 

 

dessa vez tu não cumpriste

e faltaste ao prometido

e eu fiquei sentido e triste

olha que isso não se faz...

 

 

 

 

 

voltar ao lugar onde e com quem somos felizes

tumblr_ooig5zEyoC1qhzqx6o1_500.jpg

encontrar aquele amigo de sempre, partilhar estórias e novidades. tristezas e alegrias. 

tumblr_ooig7p648G1qhzqx6o1_500.jpg

levar os totós a alcobaça e aproveitar para ouvir a minha banda portuguesa preferida de todo o sempre, "em casa". the gift, sim. foi muito, muito bom. emociono-me sempre com o "fácil de entender", danço, choro, sorrio. é tão bom ver que a banda se entrega à música, ao público. 

as músicas dos The Gift acompanharam tanto e muito alguns dos momentos mais importantes da minha vida. e depois, em palco, são sempre surpreendentes. esta tour, ALTAR, prima pela simplicidade na forma de estar em palco, mas com pormenores que são maiores, ainda que muito discretos.

e foi muito, muito bom ir ver um concerto just for the fun, sem ter que escrever reportagem.

toda uma liberdade só para sentir. sem ter que tomar notas ou prestar atenção ao alinhamento. 

tumblr_ooisrcqzOF1qhzqx6o1_500.jpg

dias de puro egoísmo: livros, e o M da Mónica Mendes. 

tumblr_ooglaceNOo1qhzqx6o1_500.jpg

 

e aquela miúda mais gira, claro. a mais bonita. a mais doce, não fosse Mel, o seu nome

tumblr_oogq1z0gq91qhzqx6o1_500.jpg

 yoga na companhia do kendrick. a internet estava completamente louca com este DAMN.

tumblr_ooi53bwaOQ1qhzqx6o1_500.jpg

 

e a autenticidade. ser autêntico é um compromisso para connosco. não tem nada a ver com os outros. 

 

all about lady bug's #websummit

2016-11-10 09.35.57.jpg

e lá fui eu, de badge ao peito e pulseirinha no pulso (aquela que já aqui estava desde o dia do registo (segunda-feira). 

o meu primeiro dia no #websummit foi o último desta edição de 2016. tinha algumas coisas guardadas na agenda, para não perder. e algumas pessoas em vista para beijocar. 

 

2016-11-10 15.08.20.png

 

as propostas future societies e panda eram aquelas que mais me interessavam. mal pus um pé no espaço do evento, dou de caras com o Pedro Rebelo, a quem roubei duas beijocas. e fomos até ao Zoltar para conhecer a nossa sorte para os próximos dias

 

2016-11-10 11.41.11.jpg

oh p'ra mim a dar tudo na selfie! 

encontrei ainda a Jonas, o Daniel, o Luís Grave, a Cristina Moura Rebelo, o José Sequeira, o Nuno Coelho. e o Joel Silva!

a cena fixe é que ainda que mal se conseguisse caminhar à vontade entre os pavilhões, é sempre possível rever (tropeçar em, vá) caras conhecidas.

 

larguei alguns tweets na timeline, sobre as talks às quais assisti. 

 

Cw5adGiXUAAb2zq.jpg

a minha preferida foi a do Mike, o astronauta que em 2009 enviou o 1º tweet do espaço. foi maravilhoso ouvi-lo falar sobre as três candidaturas que fez à NASA. foi rejeitado. só o aceitaram à quarta tentativa. e o trabalho dele era "space walk". foi mesmo maravilhoso e valeu TANTO a pena! 

 

(foto: @krishaamer, twitter)

krishaamer.jpg

 

foi um dia bem passado: havia sol e gente bonita por lá. pessoas com ideias que têm pernas para andar. pessoas cujas ideias fazem tanta falta à humanidade como um trump na presidência dos eua.

este fenómeno das startup criou a ilusão de que basta ter uma ideia e que alguém a há-de acelerar ou alavancar ou aglomerar. alguém há-de investir os euros. mas o tempo dita a qualidade da ideia - e a oportunidade do negócio, também. 

ser empreendedor passou a profissão e até hoje ainda ninguém me explicou onde é que se pede esse certificado ou se basta colocar isso na bio do twitter ou coisa que o valha.

 

Cw7gnM-XEAAIVUL.jpg

 

parece que para o ano há mais.

lá estarei, caso a prova de útero que me calhou este ano venha a repetir-se. caso contrário, não obrigada. ou a minha vida de empreendedora-freelancer muda MUITO ou o namoro ficará por aqui.

one day stand