Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

Diógenes, anda cá que eu não te aleijo

11059449_10205505213202020_8508558857873556789_n.j

 

«Diógenes de Sínope (...) diz-se que teria vivido num grande barril, no lugar de uma casa, e perambulava pelas ruas carregando uma lamparina, durante o dia, alegando estar procurando por um homem honesto.»

perante este candeeiro aceso, em pleno dia, pergunto-me se em sintra também andarão em busca de homens honestos. 

quanto a mim, basta um que seja giro e me faça rir. não peço mais.

coisas de março - [em actualização]

 

C5BJ_oyWEAAXFjD.jpg-large.jpeg

 

a minha vida é um intervalo entre um cliente que não paga a horas e outro que não paga atempadamente. a solução tem sido suspender as tarefas até que haja regularização da dívida.

a segurança social de Lisboa sabe coisas que a segurança social da Amadora não sabe. o resultado é que ninguém me escreve, ninguém me responde - pois os e-mails que enviei para a segurança social Geral (acho eu) deixaram de funcionar (??) ou estão por abrir. resultado: acho que ainda não devo dinheiro. acho. tudo depende da segurança social que visitar.

março é o mês da primavera e traz com ele conteúdos para escrever cujo tópico é viagens. e destinos incríveis. e eu, aqui, a ver tudo em fotografias de cortar a respiração. não é justo, pois.

"como vai a tese?" - a esta pergunta eu respondo com "estás a falar daquele monte de papeis e livros que está ali em cima da mesa? pois." 

no mundo acontecem coisas incríveis: gustavo santos dá entrevista e assume que foi o cão que o ensinou a ser pai. há um responsável do coro de uma igreja que é afastado do lugar por ser homossexual - o padre diz que ele tem uma doença ou coisa que o valha.

fui ver o concerto do djodje. e já só penso no ricky martin, em maio.

contei-vos que há 3 semanas fiquei fechada numa escola onde fui dar formação? pois no passado sábado não conseguíamos entrar.

fui ver o filme são jorge e aconselho a todos que o façam: pelos actores, pelo realizador e sobretudo pelas pessoas "comuns" que dele fazem parte.

os maroon 5 têm um single novo.

e é isto.

o mês só vai a meio, certo? 

 

 

 

 

é sempre mais bonito do lado de fora

 

emociona mais, faz-nos dizer mais coisas, arranjar justificações. imaginamos como seria estar no lugar do outro. e depois é tudo muito bonito, mesmo com finais realistas ao jeito do la la land. mesmo que as personagens principais não fiquem felizes para sempre - juntas, ambas as duas. é sempre mais bonito, mesmo quando na história há uma vilã que rouba o coração a alguém que já não o tinha, por o ter entregue a outra pessoa. mesmo assim "ai eu não era capaz", "ai que falta de isto e daquilo". mas também é bonito, por que estamos do lado de fora e sentimos alguma inveja da adrenalina inerente à prática do assalto do coração alheio.

 

é sempre mais bonito do lado de fora.

a questão é que agora há que viver no lado de dentro.

que seja doce. e bonito.

 

010160150130-fita-mobius-escher.jpg

 

 

 

coisas que fevereiro me ensinou

Screenshot 2017-02-16 12.12.30.png

 

- descobri que há diferentes formas, diferentes mapas, para ver o mundo. é tudo uma questão de perpectiva;

- a tese, senhores, a tese. há que encontrar vontade para escrever na linha mais recôndita da crítica da razão pura;

- há uma coisa chamada 3d secure. já activei, pronto! escusam de ralhar comigo;

- pode acontecer o seguinte: os projectos nos quais acreditamos são aqueles que nos desiludem. e temos que os abandonar;

- a vida reserva-nos surpresas boas. e isto não é uma gustavice santos. é isto mesmo. surpresas boas;

- às vezes ficamos fechados num sítio porque alguém fecha o portão quando sai (go figure!);

- começar é fixe. recomeçar, também;

- a minha vizinha tem um sentido de humor, como dizer, TOP: tem o marido preso e mascarou o filho de polícia;

- errar é humano: acontece na nossa vida e nas cerimónias dos óscares. banho de humanidade, hein?

 

goslingoscarsreact2702a.jpg