Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

entretanto, no (meu) mundo

parece que o psicólogo quintino aires voltou a fazer das suas, na tvi. e que o goucha foi uma espécie de herói. li a transcrição do diálogo. sim, o quintino diz montes de coisas com as quais muita gente concorda. coisas de gente que se esquece que a realidade é uma coisa altamente dinânica para que o rótulo de "cigano" ou "preto" signifique uma única coisa.

adiante.

li também que havia filas de 20km na zona da marateca. ah, o querido mês de agosto. 

no twitter, encontrei isto e ri-me. muito. 

continuo a ler o "para onde vão os guarda-chuvas", do afonso cruz. e a adorar.

como tirei o gel das unhas (li num daqueles artigos com listas que é de bom tom falar de coisas fúteis nos posts dos blogs) estou a re-aprender a viver com unhas curtas, tão curtas, tão curtas que nem as sinto. e está a ser uma experiência transformadora (entenda-se, voltei a usar a lima e o corta-unhas, nas unhas das mãos).

notícias sobre incêndios invadem o meu facebook. seguem-se os comentários: "estamos na altura deles". não, não estamos. nunca deveríamos estar, aliás.

houve um sismo na zona oeste. 

o papa francisco visitou os campos de extermínio nazi. as imagens são impressionantes - até mesmo para mim, que não sou particularmente católica e tenho uma relação com o divino de índole religiosa, e não tão centrada na  religião propriamente dita (em baixo, fotografia retirada DAQUI). sei que a minha amiga Ana esteve na Polónia, nas Jornadas Mundiais. e isso deixa-me com o coração a transbordar. 

 

 

1065126.jpeg

 

continua a febre pokémon - e eu que só apanhei três. uma vergonha, bem sei.

tumblr_ob53d0DXEl1qhzqx6o1_500.jpg

voltei à UPPA e matei saudades dos meus miúdos. foram TODOS passear (consegui fazer um passeio grande com a Mel, para compensar os sábados de ausência). e houve tempo para uma fotografia de família: o Morais, a Brave, eu e o Fred.

 

tumblr_ob538qr78X1qhzqx6o1_500.jpg

 

e amanhã é segunda-feira. YEAH.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

praticar yoga? eu?

13891883_1098219076923425_7818576299848504146_n.jp

costumo dizer que não sou muito zen - mas sim muito zap.

o yoga exige dedicação e disciplina. eu sempre fui mais de body combat e outras coisas que tais.

pára! afinal... cheguei a fazer body balance no ginásio, lembrei-me agora.

não é a minha praia e tenho dúvidas que vá tornar-me numa praticante. mas quando a causa é solidária e há oportunidade para conhecer (pessoalmente) a Carla Ferraz... siga.

estive hoje no jardim da tapada das necessidades, com um grupo de gente com coração grande (e muita flexibilidade) que tirou uma hora do seu dia para praticar yoga e contribuir para a causa solidária da UPPA.

enquanto voluntária só posso agradecer.

 

aproveito para vos dar a conhecer o trabalho da Carla, a professora de yoga que também é uma #doglover. ora espreitem AQUI.  

 

apanhei um(a) pokémon(a)

tumblr_ob53jwJqPS1qhzqx6o1_500.jpg

 

apanhei-a e amarfanhei-a muito. 

já a conhecem: tenho partilhado MUITO a #princesaRiva por tudo o que é rede social. o motivo? adorava que ela tivesse uma família e pudesse viver num ambiente que não fosse o do albergue. sim, sei que ela está segura na UPPA. procuramos fazer com que nada lhe falte - inclui mimo e "namoro".

a verdade é que o albergue deverá ser sempre um espaço e um tempo de transição - e não um destino.

mais informações sobre a Riva - e-mail para uppa.adoptantes@gmail.com ou pesquisar #princesaRiva no twitter, instagram e facebook. também podem clicar AQUI 

o que sinto é que...

CojoRtoXgAQdbMR.jpg-large.jpeg

 

...sobrevivi a julho.

que meses estes!

junho e julho foram XL. 

muito trabalho e coisas boas. resultado: menos descanso, menos tempo para o voluntariado.

amanhã volto à #uppa_animais. o trabalho por lá é duro: lavar, limpar, passear, cuidar. inclui mimos e bons momentos, que compensam o cansaço físico. 

a verdade é que venho de lá SEMPRE com as baterias carregadas.

há quem apanhe pokémons. eu passeio cães.

 

 

a ana e a andreia estão de partida, para mudar o mundo. vamos dar um empurrão?

13669752_1642789426035844_5436067443493407546_n.jp

 

[nota: conheci a Ana, no twitter ou no facebook. convidou-me para ir a Portalegre para fazer umas oficinas de filosofia para crianças e jovens. eu fui. lembro-me que o meu irmão foi comigo e conduziu o fiat seicento, em forma de teste à sua condição física, após operação ao joelho.

lembro-me também que ele andou a passear, enquanto eu trabalhava, e comprou cabo de aço para o estendal - como se não houvesse cabo de aço em condições aqui perto.

voltei a estar com a Ana, sempre por causa da filosofia e do marketing. às vezes encontro-a em lisboa, por norma em concertos.

da última vez que a vi - benjamin clementine <3 - a Ana disse-me que tinha um projecto novo e que queria que eu participasse: "mas antes disso tenho que ir para um campo de refugiados, encontrei uma amiga que já lá esteve e quer voltar, e eu quero muito ir lá."

Ana, my friend, és uma inspiração. e adoro fazer parte da tua vida, ainda que à distância. aqui fica o meu empurrão para esta aventura!] 

 

 

"Somos a Ana e a Andreia e, depois de uma experiência de voluntariado no campo de Idomeni, decidimos criar o Projecto MY FRIEND para mudar um pouco os dias vazios dos refugiados que na maioria são crianças.

Nos campos de refugiados oficiais, apesar dos bens essenciais estarem minimamente garantidos, como as três refeições diárias e itens de higiene, existe uma lacuna enorme na apresentação de atividades para crianças e adultos. Apesar de oficiais, os campos não têm escolas ou atividades garantidas. Pequenas atividades pontuais e esporádicas, vão acontecendo graças aos voluntários que tentam dinamizar os dias "cheios de nadas". 

Um dia normal num campo passa por acordar cedo e ir para a primeira fila do dia: o pequeno-almoço. Não se sabe como, mas os refugiados estão sempre bem dispostos e "arranjam" as melhores palavras em inglês para cumprimentarem os voluntários. Depois do pequeno-almoço não há nada para fazer. O campo é pequeno para tanta gente e a cidade também fica longe e não dá para ir a pé, nem há dinheiro para lá chegar. Segue-se o almoço, numa outra fila. A tarde passa-se e chega a hora de mais uma fila, desta vez para jantar. Crianças a crescer em filas e adultos a perderem a esperança em filas. 

Quão injusta e sem sentido é esta realidade?

Chega por fim a pergunta: então o que é que se faz num campo? Nada. Apenas se aprende a viver mais um dia.  

Queremos criar um Centro onde os refugiados, que eram professores, possam voltar a viver a sua profissão e que as crianças possam voltar aprender e viver a alegria de aprender, parece-nos uma forma de preencher estes dias entre filas."

 

+ info: www.facebook.com/projectomyfriend/

projectomyfriend@gmail.com

 

IBAN: PT50003500460000109433090 BIC:CGDIPTPL 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D