Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

no facebook, como na vida

o António, pah. o que é feito dele? há que tempos que não o vejo no facebook. será que está tudo bem.

 

(e eis que nós encontramos o António, por acaso e lhe perguntamos)

 

António, o que é feito de ti? Não tens escrito nada no facebook?

 

(agora já não se pergunta como vai a vida, diz-se: vejo o que tens feito, no facebook, ou não apareces no facebook, pah)

 

e o António diz: não pah, ainda ontem partilhei o meu jantar, fiz um esparguete à bolonhesa fabuloso. com três filtros do instagram até parece um prato do masterchef. e a minha namorada, a Rute, partilhou um daqueles sumos detox que toda a gente bebe agora

 

. é isso mesmo. tal como na vida, no facebook nós só nos encontramos com quem mantemos uma relação no interior da rede. reparem lá no nº de amigos que têm e naqueles que habitualmente encontram no feed. pois é. o facebook reforça as ligações que encontra (porque comentamos isto ou aquilo e fazemos likes aqui ou ali) e as outras pessoas desaparecem. para as encontrar, temos que ir à procura deles. temos que fazer um esforço: pesquisar o seu nome no fb, enviar-lhe mensagem ou sms. na loucura, combinar um café.

 

«um dia destes combinamos.» um dia -  pode ser hoje?

 

 

o Pedro e a Ana precisam da nossa ajuda




O meu filho Pedro tem quase 25 anos e eu 50. Metade da minha vida dedicada a um filho?, ahhh sim, e quando penso, acho que faria tudo igual, erros e acertos, pois que os senti a cada momento como a porta certa, o caminho a seguir. No final, sei que fiz um grande trabalho com este filho, que lhe ensinei e lhe dei muito mais alma que é expectável, mas isso, qualquer mãe de autista poderá dizer o mes...mo: somos feitas da mesma massa e não desistimos à primeira pancada da vida, nem à segunda e à terceira, já criamos um calo bem eficaz que por vezes faz vislumbrar uma quasi-capa de super-mulher. Mas o Pai Natal não existe e a super-mulher também não.


Hoje é o meu dia de atirar a toalha ao chão. Sinto-me triste por escrever estas palavras e ter de recorrer às redes sociais, não para colocar uma foto bonitinha do meu filho lindo, mas para fazer um pedido difícil:


Há muito tempo que luto para conseguir sobreviver sem dinheiro. Não estou a conseguir (ou não estou a conseguir suportar a situação por mais tempo). Estou em falta com a associação de autistas onde o meu filho está durante a semana, a APPDA-Lisboa, tenho muitas mensalidades em atraso e é urgente regularizar esta situação. Preciso de ajuda para pagar esta conta, sob a pena do meu filho perder toda a qualidade de vida que tem neste momento.


O Pedro frequenta a APPDA-Lisboa desde os seus 18 anos e após o período inicial (que foi difícil, até talvez mais para mim que para ele), a adaptação foi muito importante para o seu bem-estar e até para a sua saúde mental. Tem fases muito complicadas, de grande violência que tenho tremenda dificuldade em contornar (quando consigo contornar ou até controlar), mas nesta fase está tão tranquilo e feliz que me dá uma imensa pena saber que ele se apercebe do que se passa - apesar de eu tentar disfarçar, anda ansioso mas sinto que não 'estica mais a corda' porque vê que eu não aguento... e o não ter capacidade financeira para poder fazer mais... Sei que estas palavras são fruto de um grande desespero, como canta Djavan: "Sabe lá o que é não ter e ter que ter pra dar", vou deixar aqui o meu apelo e quem me puder ajudar a ajudar o meu filho, é só isso que peço.


Muito grata, Ana Martins

Banco BPI NIB:            


0010 0000 5031 7230 0013 6

IBAN: PT 50 0010 0000 5031 7230 0013 6


+ informação AQUI - e sim, eu conheço a Ana e o Pedro

sempre apreciei dicionários e coisas afins

 

COISAS QUE OS GAJOS DIZEM...E O SEU SIGNIFICADO

 

 

1) a minha relação está numa fase complicada ( = não conseguimos decidir entre o azul pastel e o azul céu para o quarto do Bernardo)

2) estou separado (= estou casado mas como gajas)

3) eu não sou igual aos gajos que conheces (= eu sou igual aos gajos que conheces)

4) nunca te vou magoar (= uso lubrificante)

5) estou a pensar divorciar-me (= já contratei o rato Mickey para tratar dos papéis e a empresa da Maga Patológica para fazer as mudanças para a Casinha de Chocolate)

6) és diferente das outras (= és estranha)

7) és selvagem (= és uma puta)

8) sou romântico e sensível (= sou um pinga-amor salta-pocinhas)

9) és super divertida e inteligente (= és feia e gorda, mas marchas)

10) estou numa fase em que não quero compromissos (= ...contigo)

11) não és tu, sou eu (= quem és tu mesmo?)

12) hoje não me dá muito jeito (= vou ficar em casa a coçá-los e a ver um jogo da segunda divisão belga)

13) ando um bocado ocupado (= a comer outras gajas)

14) és muito minha amiga, gosto muito de ti (= ir para a cama contigo foi para os Apanhados?)

15) temos de ir tomar café um dia destes (= no dia 30 de fevereiro. Pagas tu)

16) claro que não me esqueci de ti! (= quem és tu?)

 

retirado DAQUI

Pág. 1/5