Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

Lady Bug at Lisbon City - dia #2




eis-nos chegados à data agendada para o segundo dia de passeio por Lisboa. acabou por ser apenas uma manhã, pois outros compromissos já agendados não permitiram que o dia fosse todo dedicado à cidade que me viu nascer.

a partir do Terreiro do Paço, caminhámos até ao Museu Militar que se revelou uma agradável surpresa. não tínhamos noção da beleza das salas, da tamanho do museu, daquilo que lá podíamos encontrar. a entrada custou 3eur/pessoa e demos o dinheiro por muito bem entregue.

dali, partimos em busca do Museu do Fado, que não visitámos. preferimos investir o tempo e o dinheiro (outra entrada a 3eur/pessoa) no Panteão Nacional, que para além de ser uma obra arquitectónica espantosa, tem uma vista sobre a cidade que é simplesmente maravilhosa. o dia estava cheio de sol e foi muito agradável ver Lisboa a partir dali.

tínhamos como objectivo estar na zona da baixa pelas 13h30m/14h para assistir ao Teatro das Compras, pelo que optámos por almoçar num restaurante de seu nome Sardinha, onde fomos muito bem servidos: na qualidade e no preço. 24 eur : 3 = 8 eur (prato, café e umas imperiais para refrescar a alma).

dali rumámos até à baixa onde assistimos a duas peças de teatro que tiveram lugar em lojas de comércio tradicional. houve, ainda, tempo para uma coreografia com as manequins.

a próxima visita já está agendada, falta só mesmo escolher um dos roteiros.







o

likes a montes. a culpa foi dos bicos

 

de manhã partilhei informações sobre filosofia e pensamento crítico. um ou dois likes em cada um dos posts, no facebook.
à tarde, depois do almoço, a fotografia tirada à festa da espuma realizada com a esponja cor de rosa e os bicos do fogão valeu-me três dezenas de likes e não sei quantos comentários.

lição a reter: as pessoas gostam muito de bicos. ou de esponjas cor de rosa.

da série: filosofices e chapéus coloridos

na próxima semana rumo até Aveiro para marcar presença no Seminário de Pensamento Crítico, organizado na Universidade de Aveiro.

vou partilhar com os presentes a minha experiência de aplicação da técnica «seis chapéus do pensamento», de Edward de Bono, com crianças e jovens. levo comigo o projecto PhiloTKD, que teve início em 2008, a convite dos amigos Alexandre Lopes e Sara Prisal, instrutores de Taekwondo. 
além disso, vou apoiar uma amiga que irá (finalmente!!) defender a sua tese de doutoramento.
vão ser dias intensos e muito cheios, é o que prevejo. mas afinal, quando se fecha uma porta... abrem-se janelas, certo?

Pág. 1/5

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D