Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

all about little lady bug

ir, fazer acontecer, filosofar, sonhar, amar, amarfanhar, imaginar, criar, dançar, aprender e escrever - não necessariamente por esta ordem

preciso aqui do vosso voto, sachavore

às vezes o amor dá chorar! - foi um dos textos que mais emoção provocou nos leitores do projecto Olhar a Palavra. por isso, e porque gosto muito dele e da forma como ele «nasceu», resolvi partilhá-lo no passatempo Conte Connosco.

gostava de pedir o vosso voto aqui (basta terem a sessão aberta no Facebook, clicar em VOTAR e a coisa é rápida!):




agradeço ainda  a partilha possível no Facebook, claro.

ah, quem vota também se habilita  prémios e coisas do género.

muchas gracias | obrigadinhas | arigato gozaimasu | thanks a lot

this is so bordalino!


o bule très Bordalo Pinheiro alberga o sumo verde, depois do jarro se ter partido através do embate com um copo.

e o que é o sumo verde, perguntam? é um conselho do Mestre Tschuya (a 'ssoa que me deu umas picadelas milagrosas para dizer adeus às vertigens) e cujo objectivo é desintoxicar o organismo.
fica aqui a receita:

- 1 folha de lombardo
- 1 folha de nabiça
- 3 folhas de alface
- 1 ramo de salsa
- 1 cenoura
- 1/2 maçã

tudo na centrifugadora. e é delicioso, só vos digo :)

os meus sub-enfermeiros e terapeutas do mimo


Mestre Farrusque: guloso, ciumento, ternurento e com um sorriso de orelha a orelha (literalmente).



Friqui Dog: esquivo, mimado, delicado e sempre com aquele olhar agradecido.

estes foram os meus companheiros de #vertigo. a enfermeira chefa, mamãe Sabel,
tolerou a minha roupa que ficou com pêlos (dia após dia),
porque também ela sabe como esta dupla é irresistível. com ou sem vertigens.


Pág. 1/4